NFL

Após demissão, Mike McCarthy visitou o Lambeau Field para falar com jogadores

Mike McCarthy, ex-técnico do Green Bay Packers

(Crédito: Twitter/reprodução)

Mike McCarthy foi demitido pelo Green Bay Packers com quatro jogos remanescentes e viu sua 13ª temporada com head coach na National Football League terminar de forma melancólica.

Agora, ele deve ficar um pouco longe dos holofotes. Ao jornalista Rob Demovsky, da ‘ESPN’ norte-americana, ele disse que planejava “ficar na sua e tentar fechar este capítulo profissional de maneira tranquila”.

Uma fonte próxima a McCarthy disse que ele estava refletindo se deve buscar um cargo de head coach nesta próxima offseason ou então se deve tirar um não sabático e permanecer em Green Bay, onde sua família tem raízes profundas.

Mas a saída conturbada não significa que a franquia de Wisconsin perdeu o respeito pelo treinador.

Antes de sair da cidade para um descanso de final de semana, McCarthy recebeu a oportunidade de retornar ao Lambeau Field não apenas uma vez, mas duas, desde que foi demitido.

Mark Murphy, presidente da organização, com o sinal verde também do general manager Brian Gutekunst, do vice-presidente/diretor de operações de futebol americano Russ Ball e do técnico interino Joe Philbin, permitiu que o ex-head coach voltasse ao time na última terça para falar com sua comissão técnica e novamente na quarta para falar com os jogadores. Ele não tinha tido a chance de fazer isso no domingo depois de a demissão ser anunciada.

“Todos nós o vimos como um staff, o que foi ótimo. Então nós conversamos, e ele queria uma oportunidade de falar com o time. Eu fui 100%, apoiando completamente isso, e ele fez um trabalho fantástico falando com o time. Não apenas sobre futebol americano e vencer jogos, mas sobre sua paixão. Sua paixão pelo esporte, seu amor pelos jogadores era claramente evidente. Tenho certeza que foi emocionante para ele e para todos na sala. Foi incrível. Acho que ele fez um ótimo trabalho”, declarou Philbin nesta quinta-feira (6).

Os jogadores ovacionaram McCarthy em pé na reunião da última quarta. O linebacker Clay Matthews, um dos principais líderes do elenco, chamou isso de “justificado e merecido”.

“Eu fiquei feliz em vê-lo. Obviamente, em primeiro lugar, você compreende que esse é um negócio e não muitas pessoas têm essa oportunidade. Como jogador, também. Estamos no mesmo barco. Ele ter investido os últimos 13 anos neste time, dado a sua alma e coração para nós, ter esse tipo de encerramento, foi ótimo por parte da organização – Joe, Gutey, Mark e todo mundo que lhe permitiram entrar e falar. Eu sei que nós realmente gostamos disso. Tenho certeza que ele também do ponto de vista de fechamento. Obviamente, nós demos a ele o respeito que ele merecia e o deixamos sair com algumas palavras finais”, afirmou Matthews.

Philbin observou que conversou várias vezes com McCarthy desde que a mudança foi anunciada na noite de domingo, depois da derrota para o Arizona Cardinals.

“Esse é o modo Green Bay Packer, certo? Esta é uma organização de primeira classe em todos os sentidos. Eu acho que tem sido assim por 100 temporadas. Eu não sou tão velho assim, mas acho que tem sido assim há um bom tempo. Mark, Russ e Brian foram totalmente solidários, eles acham que foi a coisa certa a se fazer, assim como eu. Espero que ajude”, frisou o treinador interino.

Em entrevista à rádio ‘WTMJ’, Mark Murphy disse: “ele conversou com o time ontem e isso foi bom. Eu acho que Mike queria um fechamento com os jogadores e alguns dos outros treinadores e ser capaz de agradecer a eles, bem como dizer adeus”.

A conversa de McCarthy com o time foi na quarta pela manhã. Jessica, esposa de McCarthy, é natural da região de Green Bay e eles têm cinco filhos juntos, quatro deles em idade escolar.

Natural de Pittsburgh, Mike McCarthy disse várias vezes ao longo dos anos que agora considera Green Bay a sua casa.

Comments
To Top