NFL

Após críticas, Carson Wentz admite que poderia ser um companheiro de equipe melhor

Carson Wentz, quarterback do Philadelphia Eagles

(Crédito: Twitter/reprodução)

Carson Wentz refutou múltiplos detalhes de uma história crítica a ele publicada no último mês pelo ‘Philly Voice’. No entanto, o quarterback do Philadelphia Eagles não negou a história completamente e reconheceu que poderia ser um companheiro de equipe melhor.

“Sei quem eu sou em primeiro lugar. Seu como levo meu caminho. Sei que não sou perfeito. Sei que tenho falhas. Então não vou sentar aqui e dizer que isso estava incorreto e completamente inventada. Não vou fazer isso. Mas, no final do dia, vou dizer que nosso vestiário é muito fechado. Se houve caras com problemas, em retrospectiva, eu gostaria que eu pudesse conversar com eles. Mas, de novo, não sei como isso aconteceu”, declarou o jogador de 26 anos.

Wentz foi descrito como “egoísta” e “descompromissado” durante o relato, que citou mais de seis jogadores e outras fontes, todas perguntadas de forma anônima. Ele foi acusado de ter favoritos e resistir a certos conceitos por vê-los como “coisas de (Nick) Foles”.

O quarterback revelou que a história o pegou de surpresa. “Isso meio que veio do nada. Eu estava literalmente comendo café da manhã com minha esposa e (um membro do grupo de relação com a imprensa dos Eagles) me enviou uma mensagem”. Além disso, Wentz acrescentou que não percebeu esse problema no vestiário.

“Nunca é divertido ler essas coisas, mas você pensa: ‘bem, por que alguém teve essa percepção de mim? O que eu fiz de errado? O que posso melhorar?’ Percebo que tenho minhas deficiências. Sim, posso ser egoísta. Acho que o egoísmo está dentro de nós. Há elementos humanos que você olha e diz: ‘bem, poderia ser melhor’”.

Comments
To Top