NFL

Após caso de agressão, running back Kareem Hunt é contratado pelo Cleveland Browns

Kareem Hunt, running back da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

Em uma decisão um tanto quanto surpreendente, o Cleveland Browns contratou o running back Kareem Hunt. O anúncio foi feito pelo time na tarde desta segunda-feira (11).

Segundo informações do jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, o contrato é de um ano e pode ter valor de mais de US$ 1 milhão, não levando em conta a sua suspensão. Isso é mais do que o valor mínimo para veteranos da liga.

Depois deste ano, Hunt será um free agent restrito.

O general manager John Dorsey, dos Browns, falou sobre a contratação do RB em comunicado emitido pela organização de Ohio.

“Meu relacionamento e interação com Kareem desde 2016 na faculdade foi uma importante parte desse processo de tomada de decisão, mas, então, fizemos a devida diligência extensa com várias pessoas, incluindo profissionais clínicos, para ter uma melhor compreensão da pessoa que ele é hoje e se for prudente contratá-lo. Houve dois fatores importantes: um é que Kareem assumiu total responsabilidade por suas ações flagrantes e demonstrou verdadeiro remorso e, segundo, igualmente importante, é que ele está passando e está comprometido com o tratamento profissional necessário e um plano que foi claramente definido”, frisou o executivo.

“Nós completamente compreendemos e respeitamos a complexidade das questões e problemas ao contratar um jogador com o histórico de Kareem e não toleramos suas ações. Dado o que sabemos sobre Kareem através de nossa extensa pesquisa, nós acreditamos que ele merece uma segunda chance, mas certamente com o entendimento de que ele tem que passar por etapas críticas e essenciais para se tornar um membro desta organização, ao lado do que a NFL determine a partir de sua investigação em curso. Nós totalmente entendemos que Kareem está sujeito à punição pela NFL. Aqui nos Browns, há um plano detalhado com as expectativas estabelecidas que ele entende e deve seguir, porque qualquer incidente semelhante não será tolerado. Nós vamos apoiar Kareem ao longo deste processo e utilizaremos nossos recursos que forem permitidos para ajudá-lo a se tornar bem-sucedido dentro e fora de campo, desde que ele continue a demonstrar o compromisso necessário para representar esta organização”, finalizou Dorsey.

Os Browns também divulgaram uma declaração do jogador após a assinatura do contrato.

“Primeiramente, eu gostaria de pedir desculpas mais uma vez por minhas ações no ano passado. O que eu fiz foi errado e imperdoável. Esse não é o homem que eu fui criado para ser, e eu aprendi muito com essa experiência e certamente deveria ter sido mais sincero sobre isso depois do fato. Sou extremamente grato a John Dorsey, Dee e Jimmy Haslam, e à organização Cleveland Browns por estarem me dando a oportunidade de conquistar sua confiança e representar a organização da melhor maneira possível dentro e fora de campo. Eu estou empenhado em seguir os passos necessários para aprender e ser uma pessoa melhor e mais saudável a partir dessa situação. Eu também entendo as expectativas que os Browns claramente definiram e que eu tenho que conquistar meu caminho de volta para a NFL. Sou um trabalho em andamento como pessoa, mas estou comprometido em aproveitar os sistemas de suporte que tenho para me tornar a melhor e mais saudável versão de mim mesmo”, falou Hunt.

O Kansas City Chiefs dispensou Hunt no começo de dezembro depois que um vídeo veio à tona no qual o atleta aparece empurrando e chutando uma mulher em fevereiro do ano passado em Cleveland. Ele não foi preso e nem enfrenta acusações pelo caso.

Hunt também foi acusado de dar um soco em um homem em junho.

A NFL colocou Hunt na lista de isenção do comissário pouco antes de ele ser dispensado.

A liga ainda não concluiu a investigação sobre a situação de Hunt. Apesar disso, Rapoport apurou anteriormente que Hunt deve pegar uma suspensão base de seis jogos.

Atualmente com 23 anos de idade, Hunt pediu desculpas à mulher agredida no incidente em fevereiro, aos Chiefs e à sua família em uma entrevista concedida à ‘ESPN’ depois de ser dispensado.

Selecionado na terceira rodada do draft de 2017 pelos Chiefs, com a 86ª escolha geral, Hunt liderou a NFL em sua temporada de calouro com 1.327 jardas corridas e oito touchdowns terrestres, ajudando o time de Kansas City a ir aos playoffs. Ele também fez 53 recepções para 455 jardas e três TDs em seu primeiro ano na liga.

Na temporada 2018, ele correu para 824 jardas e sete touchdowns, com 26 recepções para 378 jardas e sete TDs, em 11 jogos antes de ser cortado.

Ele nasceu em um subúrbio de Cleveland e fez universidade em Toledo. Agora, ele terá uma segunda oportunidade de renascer na NFL com o time de sua cidade natal. Se ele vai aproveitá-la, cabe a ele responder nos próximos meses.

Comments
To Top