NFL

Apesar de protestos, NFL pretende manter jogo de domingo em Charlotte

Estádio do Carolina Panthers em Charlotte

(Crédito: wikimedia commons/reprodução)

A NFL emitiu um comunicado afirmando que a liga está planejando manter o jogo do domingo entre o Carolina Panthers e o Minnesota Vikings em Charlotte, Carolina do Norte, conforme estava programado.

“Estamos planejando realizar o jogo assim como estava programado no domingo”, disse a NFL. “Estamos monitorando eventos em Charlotte e estamos nos comunicando com as autoridades locais e com ambas as equipes, Carolina Panthers e Minnesota Vikings”.

Manifestantes tomaram as ruas em Charlotte nos últimos dois dias após a morte de Keith L. Soctt, 43, que foi baleado e morto pela polícia perto de um complexo de apartamentos. Kerr Putney, chefe do Departamento de Polícia de Charlotte-Mecklenburg, disse que Scott estava com uma arma e que ele ameaçou os agentes antes de ser baleado. Putney também disse que a polícia estava examinando as imagens de vídeo do incidente como parte da investigação em curso.

Os Panthers divulgaram um comunicado dizendo que eles estão monitorando os acontecimentos da cidade, enquanto se preparam para o jogo.

“Estamos em contato com funcionários do governo, o Departamento de Polícia de Charlotte-Mecklenburg e da NFL. Continuamos a monitorar os eventos enquanto nos preparamos para a partida de domingo”.

Ron Rivera se manifestou e disse: “eu acho que seria bom para a cidade”. O head coach também falou sobre a importância do tema.

“Isso tem que ser uma discussão nacional”, disse ele. “Mas, ao mesmo tempo, temos que fazer da maneira certa”.

O linebacker Thomas Davis disse a jornalistas que ele acha que “este jogo absolutamente deve ser jogado no domingo”.

“Absolutamente concordo que há um problema nesse país”, disse Davis. “Mas, como eu disse, o que está acontecendo agora não é o caminho para resolver o problema. Muito tem sido colocado em nós como atletas e artistas temos que corrigir o problema que está acontecendo agora. Não é algo que podemos sair, falar e compartilhar a nossa opinião e isso vai se resolver. É algo que tem que começar do topo”.

“Do ponto de vista judicial, um ponto de vista de alguém está parando e dizendo: ‘ei, temos um problema, precisamos nos unir e resolver esse problema’. Não é só a polícia consertar o que está acontecendo internamente. . . temos que entender que nem todas as situações são iguais. Nós nos emocionamos em certas coisas que nos envolvemos. Para mim, um homem afro-americano, ver estas coisas acontecendo é muito desanimador. . . alguém tem que ser responsabilizado por aquilo que está acontecendo”.

Cam Newton, quarterback dos Panthers, também falou da situação.

“Eu sou um firme crente da justiça. Eu sou um firme crente de fazer a coisa certa”, disse ele. “Eu não posso repetir isso suficientemente para responsabilizar as pessoas. . . eu não estou feliz com o como a justiça tem lidado com isso ao longo dos anos”.

“A brutalidade policial é . . . é embaraçoso até de falar”, continuou Cam Newton. “Quando você se senta aqui e lista os nomes, é louco pensar como isso aconteceu e como a polícia faz isso e ainda recebe o pagamento”.

Comments
To Top