NFL

Antwaan Randle El diz que se arrependeu de ter jogado futebol americano

Antwaan Randle El disse que se arrependeu de jogar futebol americano, parte do motivo é a sua dificuldade para descer as escadas.

“Eu tenho que descer as escadas de lado dependendo do dia”, disse Randle El para o Pittsburgh Post-Gazette em uma reportagem sobre vencedores do Super Bowl pelos Steelers. “Subir é mais fácil do que descer”

Antwaan Randle El era um quarterback de elite em Indiana (College) e foi draftado como wide receiver pelos Steelers em 2002. Ele foi All-Pro em 2005 e se tornou o primeiro wideout a lançar para um touchdown no Super Bowl em 2006. Ele foi campeão do mesmo Super Bowl (XL).

Apesar do sucesso, o ex-jogador de 35 não teria jogado futebol americano.

“Se eu pudesse voltar atrás, eu não faria isso”, disse ele para o Post-Gazette. “Eu jogaria beisebol. Eu fui draftado pelos (Chicago) Cubs na 14ª rodada, mas eu não joguei beisebol por cauda dos meus pais. Eles me fizeram ir para a escola. Não me interpretem mal, eu amo futebol americano, mas agora eu poderia estar jogando beisebol”.

O ex-atleta do Pittsburgh Steelers e Washington Redskins tem limitações mentais que viraram problemas físicos.

“Eu peço coisas para minha esposa várias vezes e ela fica tipo ‘eu já disse isso para você’”, relatou Antwaan Randle El. “Eu vou pedir a ela três vezes na noite anterior, acordar de manhã e esquecer. Coisas desse tipo. Eu tento anotar isso quando estou ocupado, mas eu tenho que estar de joelho rezando sobre isso, pedir a Deus para não ter esses problemas e viver uma vida longa. Eu quero ver meus filhos levantando. Eu quero ver meus netos”.

Desde sua aposentadoria em 2012, Randle El começou uma escola de ensino médio (high school) cristã em Virginia. No início, a escola tinha futebol americano, entretanto problemas financeiros fizeram o programa ser cortado. Famílias reclamaram e, embora Antwaan Randle compreenda, ele ficou feliz com o que aconteceu.

“As crianças estão ficando grandes e rápidas, então as concussões, as graves lesões na medula espinhal, só vão piorar”, disse o ex-wide receiver. “É uma pílula difícil de engolir porque eu amo o futebol americano. Mas eu digo aos pais, você pode ter o capacete certo, os pads perfeitos e ainda acabar com uma criança paraplégica”.

“Não há como corrigir isso. Não existe nenhum capacete que vai corrigir isso. Não há ensinamentos que vão corrigir isso. Isso apenas vem em um jogo violento fisicamente. Os jogadores de futebol americano estão em um acidente de carro a cada semana.

Comments
To Top