NFL

Advogado: médico-legista está ilegalmente segurando o cérebro de Aaron Hernandez

Aaron Hernandez preso

(Crédito: reprodução)

O ex-advogado de Aaron Hernandez está acusando o médico-legista chefe do estado de Massachusetts de estar “ilegalmente” retendo o cérebro do ex-tight end do New England Patriots, que foi encontrado morto em sua cela na última quarta-feira (19).

Em conversa com os jornalistas nesta quinta (20), Jose Baez afirmou que a família do ex-astro da NFL havia acordado com a Universidade de Boston para que o cérebro fosse estudado como parte da pesquisa sobre concussões que é realizada pela instituição.

Mais cedo nesta quinta, o médico-legista liberou o corpo de Hernandez para que o funeral seja realizado, mas Baez alega que o cérebro não foi liberado pelo escritório do legista.

Jose Baez disse que a família vai levar o caso à corte se for necessário e que estará buscando uma autópsia independente. O escritório do médico-legista não comentou imediatamente sobre a questão de o cérebro ter sido liberado ou não e ainda não divulgou os resultados da autópsia.

O jornal ‘Boston Globe’, que noticiou em primeira mão que o corpo havia sido liberado, apurou que Aaron Hernandez estava falando no telefone com Shayanna Jenkins-Hernandez, sua noiva, horas antes de ser encontrado morto na cela, na madrugada de quarta-feira. A informação foi dada por um dos advogados do ex-atleta, mas não se sabe qual foi a conversa de Hernandez com a moça.

Aparentemente, Hernandez se matou por enforcamento ao se pendurar com um lençol preso a uma janela de sua cela no Centro Correcional Souza-Baranowski, em Shirley. Os guardas encontraram o corpo de Hernandez pouco depois das 3h (horário local). O ex-astro dos Patriots estava com 27 anos de idade.

Funcionários da prisão disseram que Hernandez bloqueou a porta com objetos para tentar impedir os policiais de entrarem e não deixou uma carta de suicídio, mas já foi noticiado que ele foi encontrado com inscrições no corpo.

A promotoria, a polícia estadual e os funcionários do centro penitenciário não deram mais informações e nem divulgaram muitos detalhes sobre o caso até agora, mencionando a investigação que está sendo realizada.

Hernandez estava cumprindo pena de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional pelo assassinato de Odin Lloyd, em 2013.

Recentemente, contudo, o ex-tight end havia sido absolvido em outro julgamento por assassinato duplo.

Em meio a isso, muitas perguntas ficam no ar sobre a decisão de Hernandez de, possivelmente, ter se matado dias depois de receber uma notícia positiva.

Durante este último julgamento em Boston pelo assassinato de dois homens em 2012, Hernandez pareceu otimista. Ele demonstrou isso aos advogados, e mandou beijos para sua filha de quatro anos de idade e para outros familiares presentes no tribunal.

O aparente suicídio deixou amigos, familiares e sua equipe jurídica chocados e descrentes, já que todos ainda estão buscando respostas para um fim trágico de um ex-jogador da NFL que chegou a assinar uma extensão de contrato de US$ 40 milhões com os Patriots anos atrás.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top