NFL

Adrian Peterson fecha contrato de dois anos com o New Orleans Saints

Adrian Peterson, running back do New Orleans Saints

(Crédito: Twitter/reprodução)

AP saiu da fila do desemprego. O running back, ex-Minnesota Vikings, fechou nesta terça-feira (25) um contrato de dois anos com o New Orleans Saints, segundo informações de Ian Rapoport, jornalista da ‘NFL Network’.

A contratação já foi confirmada pela organização de maneira oficial.

Como acrescenta Rapoport, o acordo tem valor de US$ 7 milhões, incluindo US$ 3,5 milhões garantidos em 2017. O valor do contrato pode chegar a até US$ 8,25 milhões por meio de bônus por produtividade.

O New Orleans Saints foi o único time a, formalmente, oferecer um contrato a Peterson nesta offseason, segundo Rapoport. Apesar disso, AP também chegou a visitar o New England Patriots e o Seattle Seahawks durante a free agency.

Em comunicado divulgado à jornalista Josina Anderson, da ‘ESPN’ norte-americana, o running back de 32 anos de idade afirmou ter avaliado completamente as chances dos Saints de brigar por playoffs e título nesta temporada, saindo convencido de que pode contribuir para formar um time vencedor.

“Estou animado para me juntar ao New Orleans Saints. Estou realmente ansioso por essa oportunidade. O que é mais importante é que escolhi este time porque me senti bem em meu espírito (ao fazer isso). Além disso, minha esposa e minha família também tiveram os mesmos sentimentos. No ataque, é evidente que os Saints são realmente sólidos ao redor de Drew Brees. Sinto que meu conjunto de habilidades pode torná-los ainda mais dominantes como uma unidade”, falou Peterson. “Eles têm uma grande linha ofensiva, que é algo que pesou para mim também. Eu poderia dizer que, ao falar com o técnico Sean Payton nas últimas duas semanas, ele fez sua devida diligência na avaliação de como eu poderia contribuir. Eu também fiz muita lição de casa na defesa também. Embora eu saiba que as lesões pesaram no desempenho, também vejo áreas com potencial com vários caras mais jovens tendo a capacidade de aparecer. Por fim, é evidente que os Saints têm uma base de torcedores incrível e estou ansioso para deixá-los orgulhosos e criar memórias eternas”, completou.

Sean Payton, técnico do New Orleans Saints, afirmou que Peterson chega à equipe para dividir os trabalhos no backfield com Mark Ingram.

“Eu acho que o papel será muito claro e definido. É uma dura e longa temporada de 16 semanas. Acho que ele é alguém que será certamente capaz de complementar Mark. Esses caras são diferentes em alguns aspectos, e sentimos que adicionamos outro jogador de qualidade”, declarou Payton ao jornal ‘Times-Picayune’ nesta terça. “Nem é preciso dizer que (Peterson é) um cara que, eventualmente, estará no Hall da Fama. Mas eu acho – nós achamos – que ele tem mais uns anos em sua carreira, então estamos empolgados com isso”, completou o head coach.

Vale lembrar que Ingram teve um ano muito bom em 2016 e correu 205 vezes para 1.043 jardas e seis touchdowns, também fazendo 46 recepções para 319 jardas e quatro touchdowns, totalizando assim 10 TDs no ano.

Selecionado na primeira rodada do draft de 2011 pelos Saints, com a 28ª escolha geral, Ingram disputou 78 jogos de temporadas regular em sua carreira e correu 953 vezes para 4.238 jardas e 32 touchdowns. Ele também fez 149 recepções para 1.012 jardas e quatro TDs.

Atualmente com 27 anos de idade, Mark Ingram é o running back número 1 dos Saints e tem contrato por mais duas temporadas. Apesar disso, a contratação de Adrian Peterson chega em boa hora, pois o time precisava de opções, sobretudo depois de permitir que Tim Hightower se tornasse agente livre (ele assinou com o San Francisco 49ers na free agency).

Ingram deixou claro que não tem nenhum problema em relação à ideia de dividir o trabalho de carregar a bola.

“Ouça, cara, não é nada novo. Eu tenho dividido a bola com um ou dois, talvez até três caras desde que cheguei aqui. Eu percebi que íamos selecionar alguém no draft ou mesmo pegar alguém na free agency (…) Eu não me importo com quem chega, com onde estou, com quem estou jogando, eu sempre vou competir”, falou Mark Ingram, em teleconferência com jornalistas na noite desta terça.

O camisa 22 ainda se disse um admirador de AP e disse que o acompanha desde que Peterson era calouro na Universidade de Oklahoma.

“Eu admiro seu estilo de correr. Eu o admiro depois de tudo o que ele passou, a adversidade que superou com lesões no joelho, tendo algumas temporadas de mil jardas, sendo um líder perene em corridas. O currículo, o nome fala por si só. E simplesmente ter a oportunidade de estar no mesmo grupo com esse cara, de usar seu cérebro, aprender com ele só vai me fazer melhor”, ressaltou Ingram.

Adrian Peterson se tornou agente livre em março, quando os Vikings decidiram não exercer a opção no valor de US$ 18 milhões para 2017 em seu contrato.

MVP da temporada 2012 da NFL, Adrian Peterson é o 16º na história da NFL com 11.747 jardas corridas.

No mês passado, ele publicou uma mensagem na rede social insistindo que sua decisão de escolher um novo time não seria baseada em dinheiro e, sim, que o maior objetivo era encontrar uma equipe que se encaixasse em seu estilo de jogo e que pudesse ganhar o título.

O New Orleans Saints abre a temporada 2017 contra o Minnesota Vikings, time que Peterson defendeu por uma década, e ninguém vai querer perder esse confronto.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top