NFL

Adam Jones aparece em vídeo agredindo policial verbalmente

Adam Jones, cornerback do Cincinnati Bengals

(Crédito: Wikimedia Commons)

Em um vídeo divulgado nesta segunda-feira (23) pela polícia de Cincinnati, o cornerback Adam Jones, do Cincinnati Bengals, aparece gritando palavrões e insultos raciais a um policial. O atleta, que estava na parte de trás de uma viatura, havia sido detido por um incidente ocorrido no dia 3 de janeiro.

Jones diz ao policial: “espero que você morra amanhã”.

O cornerback ainda acrescenta: “você estará sem emprego amanhã”.

“Este vídeo fará parte de uma revisão do incidente sob a política de conduta pessoal”, afirmou um porta-voz da National Football League ao jornalista Adam Caplan, da ‘ESPN’ norte-americana.

Adam Jones também, aparentemente, cospe várias vezes no chão ou no banco da viatura e depois diz ao policial que “cuspiria em sua bunda se pudesse”. Ainda de acordo com documentos do tribunal, o jogador posteriormente cuspiu em uma enfermeira que estava tentando examiná-lo.

Os advogados que representam o defensor dos Bengals divulgaram uma nota oficial em nome do atleta.

“Adam Jones está profundamente envergonhado e arrependido por sua conduta e linguagem depois de ser preso no início de janeiro. O Sr. Jones tem o maior respeito pelos oficiais de polícia e pelas dificuldades que a polícia encontra diariamente. Adam ama Cincinnati e considera sua casa. Ele sinceramente pede desculpas aos policiais, à organização Cincinnati Bengals e a todos os torcedores em Cincinnati”, afirma a nota.

Os Bengals também divulgaram um comunicado lamentando a conduta do cornerback.

“Nós estamos extremamente decepcionados com o comportamento de Adam. O comportamento que aparece no vídeo não é o que esperamos de nossos jogadores. A franquia está ciente de que Adam apresentou suas próprias desculpas, entretanto nós também apresentamos um pedido de desculpas ao público e a nossos leais torcedores”, disse a organização de Ohio.

Atualmente com 33 anos, Jones foi preso sob acusações de conduta desordeira, agressão, obstrução de negócios oficiais e assédio com uma substância corporal.

No vídeo, Jones repetidamente pergunta ao policial do que ele está sendo acusado e, mesmo depois que o policial responde à pergunta, ele insiste que o policial não o perguntou o que aconteceu no incidente e que ele foi agredido primeiro.

O cornerback, que está nos Bengals desde 2010, também diz: “tudo o que eu faço por esta cidade e é isso que você está fazendo?”.

Policiais afirmam que Jones foi preso em um hotel no centro de Cincinnati depois de, supostamente, empurrar um segurança e enfiar o dedo no seu olho. Jones então se recusou a entrar na viatura e, supostamente, chutou e deu uma cabeçada em um policial, segundo registros oficiais.

Uma audiência está agendada para o dia 10 de fevereiro. Joe Deters, promotor do condado de Hamilton, afirmou que gostaria de esperar até que a NFL responda antes de prosseguir.

Confira um trecho do vídeo (via ‘TMZ Sports'):

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top