NFL

Adam Gase: Jay Cutler ainda tem muito a oferecer aos times

Jay Cutler, quarterback da NFL

(Crédito: Instagram/reprodução)

Desde que foi dispensado pelo Chicago Bears, Jay Cutler não tem despertado muito interesse na free agency e até mesmo a aposentadoria parece ser um cenário bem palpável para o jogador. Porém, para o técnico do Miami Dolphins, seria um grande erro o atleta parar agora.

Nesta terça-feira (28), durante o encontro anual da NFL, que está sendo realizado em Phoenix, Adam Gase disse aos jornalistas que o quarterback ainda tem muito a oferecer aos times que estão precisando de um bom jogador para a posição mais importante do futebol americano.

“Eu acho que ele é um quarterback titular na NFL”, falou o head coach da franquia da Flórida.

Atualmente com 33 anos, Cutler só chegou a atrair um pouco as atenções do New York Jets, mas isso antes de a equipe nova-iorquina fechar com o veterano Josh McCown dias atrás.

Gase foi coordenador ofensivo do Chicago Bears por uma temporada, em 2015, quando chamou jogadas para Cutler. E, sob seu comando, o signal caller viveu um dos melhores anos estatisticamente falando de sua carreira na NFL, acertando 64,4% de seus passes para 3.659 jardas, 21 touchdowns e 11 interceptações.

O passer rating do camisa 6 naquele ano foi de 92.3, maior marca da carreira.

Depois que Gase saiu da franquia de Illinois para assumir o cargo de head coach dos Dolphins, o desempenho do quarterback caiu muito, coincidência ou não. Antes de ir para a injured reserve devido a uma ruptura no labrum, Cutler disputou cinco jogos e conectou 59,1% de seus lançamentos para 1.059 jardas, quatro touchdowns e cinco interceptações.

“Minha experiência com ele foi muito boa. Eu não tenho todo esse ódio em relação a ele. Eu vejo um cara que trabalhou duro e fez tudo o que podia para ajudar o time dele a vencer. Ele sacrificou seu corpo. Para mim, ele era um quarterback atlético que pode lançar a bola. Quando você chegava à terceira descida, você poderia chamar a pior jogada possível e ele conseguiria a conversão. Ele fez um monte de coisas que nós achávamos realmente boas. Acho que ele tem muito a oferecer para um time”, ressaltou.

Apesar de seus elogios e palavras positivas em relação a Cutler, Adam Gase descartou trazer o quarterback para o Miami Dolphins.

“Eu fiz uma breve troca de mensagens de texto com ele (nesta offseason) apenas para dizer que, se ele precisasse de alguma coisa, era só gritar para mim. Acho que era mais no sentido de estar indo a algum lugar e precisar saber mais sobre isso – qualquer organização ou comissão técnica – para apenas gritar para mim e eu falaria o que sei. Nunca disse nada sobre vir conosco (para Miami) porque eu gosto da nossa situação. Eu amo Jay, mas eu gosto da situação que temos em curso agora em nosso lugar”, observou Gase.

Comments
To Top