Cachorrada

Acusado de estupro, ex-safety Darren Sharper admitiu que sexo não foi consensual

Sharper (dir.) pode se complicar com a Justiça (Crédito: Twitter/reprodução)

Sharper (dir.) pode se complicar com a Justiça (Crédito: Twitter/reprodução)

Envolvido em uma investigação de caso de estupro, o ex-safety Darren Sharper admitiu a testemunhas que o sexo que ele e um amigo fizeram com duas vítimas em New Orleans, no último mês de setembro, não foi realizado de forma consensual. As informação são de reportagem do jornal USA Today, que obteve novidades de um detetive da polícia da cidade.

Sharper está detido em Los Angeles atualmente, depois de ter se rendido à polícia na última semana, quando um mandado de prisão foi expedido.

Erik Nunez, conhecido de Darren Sharper, também está sendo acusado de estupro, que teria ocorrido em um apartamento no dia 23 de setembro do ano passado, de acordo com informações da polícia da Louisiana.

Segundo informações, as vítimas estavam sob efeito de uma substância desconhecida e não se lembram de todo o ato sexual. As duas vítimas relataram que acordaram do entorpecimento e encontraram Darren Sharper em cima delas, completamente nu. Ambas as vítimas negaram que a relação sexual tenha sido consensual.

“Por meio de investigação dos (detetives) foi descoberto que Nunez e Sharper admitiram a outras testemunhas conhecidas que os dois fizeram sexo com as vítimas #1 e #2 sem seus conhecimentos ou permissões”, relata o boletim policial.

Darren Sharper já foi acusado de outros crimes, inclusive em outros casos de estupro. Caso seja condenado na Califórnia, o ex-jogador pode pegar mais de 30 anos de prisão. Já no caso de ser condenado por estupro agravado na Louisiana, tanto Sharper quanto Nunez podem pegar prisão perpétua.

Atualmente com 38 anos, Sharper foi selecionado para o Pro Bowl, jogo das estrelas da NFL, em cinco oportunidade e soma passagens por New Orleans Saints, Minnesota Vikings e Green Bay Packers. O ex-safety disputou dois Super Bowl em sua carreira, um nos Packers e um dos Saints, e foi campeão em 2009, quando atuava na franquia da Lousiana. Ele se aposentou do futebol americano em 2010, depois de 14 anos dedicados à NFL, e após pendurar as chuteiras, arranjou um emprego como comentarista no NFL Network, mas diante das recentes acusações, acabou sendo demitido.

Comments
To Top