NFL

Aaron Rodgers nega que se sinta desvalorizado pelo Green Bay Packers

Aaron Rodgers, quarterback do Green Bay Packers

(Crédito: Instagram/reprodução)

O Green Bay Packers precisará, em um futuro não tão distante, começar a pensar em um novo contrato para Aaron Rodgers. Porém, enquanto isso não acontece, o quarterback não está preocupado.

Falando com a imprensa nesta terça-feira (6), o camisa 12 não revelou se David Dunn, seu agente, e a franquia de Wisconsin já começaram a negociar um novo acordo. O que o signal caller garantiu é que não se sente desvalorizado pela organização, mesmo não estando mais entre os quarterbacks mais bem pagos da National Football League.

“Bem, essas coisas geralmente se resolvem por si mesmas, e eu tenho um agente fantástico, ele faz um ótimo trabalho. Ele se preocupa com essas coisas”, falou. “Quando se trata de definir os valores de mercado, eu deixo essas coisas acontecerem sozinhas. Eu conheço meu valor nesta liga e sei que o time me aprecia. Eu vou continuar a me fazer uma parte indispensável deste elenco. Quando você faz isso, quando chega a sua hora de receber um contrato, você geralmente obtém uma extensão”, prosseguiu.

Aaron Rodgers está sob contrato com os Packers até a temporada 2019, com base na extensão com valor de US$ 110 milhões que ele assinou em abril de 2013. Na época, o contrato era o maior de toda a NFL. Desde então, contudo, o acordo de Rodgers caiu para a quinta posição entre quarterbacks, baseado em seus ganhos médios de US$ 20 milhões por temporada.

Atualmente, Andrew Luck, do Indianapolis Colts, é o quarterback mais bem pago da National Football League, com uma média anual de US$ 24,594 milhões prevista no contrato que ele assinou em junho de 2016.

Nesta offseason, Rodgers se questionou durante uma participação em um programa de rádio o quanto ele vale em uma liga em que um quarterback como Mike Glennon tem um contrato que prevê ganho médio de US$ 15 milhões por ano. Esse acordo de Glennon com o Chicago Bears foi selado nesta free agency.

O Green Bay Packers, atualmente, tem mais de US$ 19,7 milhões de espaço no teto salarial, segundo o ‘ESPN Stats & Information’, então a franquia não está em uma situação em que precisa pedir para Aaron Rodgers aceitar uma reestruturação de contrato, como Tom Brady já fez no passado com o New England Patriots.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top