NFL

Aaron Rodgers está doente, mas vai jogar no domingo; veja boletim de lesões

Aaron Rodgers, quarterback do Green Bay Packers

(Crédito: Twitter/reprodução)

O quarterback Aaron Rodgers, do Green Bay Packers, disse nesta sexta-feira (20) que está com uma doença que também atingiu outros membros da equipe nesta semana. O signal caller pareceu um pouco rouco durante sua última entrevista coletiva antes da final da Conferência Nacional (NFC), contra o Atlanta Falcons.

Mais cedo nesta sexta, o técnico Mike McCarthy havia informado que o wide receiver Jordy Nelson, que está se recuperando de fraturas nas costelas, ficou em casa porque estava doente. E o kicker Mason Crosby não treinou na quarta, devido a uma doença.

Rodgers afirmou que planeja ter bastante “descanso, fluidos, todas essas coisas” até o jogo de domingo.

“Nós vamos ficar bem. Meio que se espalhou. Sei que Jordy teve isso. Mason teve. Eu tive. Então estamos todos (…) nós vamos ficar bem e lidar com isso”, falou o camisa 12.

Apesar da doença, Rodgers não foi listado no relatório de lesões dos Packers desta sexta.

Aaron Rodgers também rechaçou comparações com o jogo em que Michael Jordan estava gripado, nas finais da NBA de 1997. Quando um repórter mencionou uma pergunta dizendo que não queria transformar isso no jogo da gripe de Jordan, Rodgers respondeu: “então não faça isso”.

Em outras notícias do departamento médico dos Packers, os wide receivers Jordy Nelson (costelas/doença), Davante Adams (tornozelo) e Geronimo Allison (músculo posterior da coxa) foram listados como ‘questionáveis’ e o técnico Mike McCarthy indicou que ele deve saber as condições dos recebedores para o jogo no dia da partida contra os Falcons. De acordo com Ian Rapoport, do ‘NFL.com’, Adams e Allison devem atuar mesmo lesionados.

O safety Morgan Burnett (quadríceps) treinou de maneira limitada nesta sexta, depois de perder as atividades de quarta e quinta, e também foi listado como ‘questionável’, assim como o cornerback Quinten Rollins (pescoço/concussão). O running back James Starks (concussão) e o center JC Tretter (joelho) foram descartados para o duelo deste final de semana.

Confira outras notícias de lesões desta sexta (20):

– Julio Jones: o wide receiver do Atlanta Falcons, que agravou uma lesão no dedão do pé no último final de semana, está pronto para jogar e não terá nenhuma limitação na final da Conferência Nacional (NFC), contra o Green Bay Packers, como afirmou o técnico Dan Quinn.

Jones foi mantido fora dos treinos na quarta e na quinta, voltando às atividades nesta sexta, ainda que de maneira limitada.

– Mais Atlanta Falcons: o free safety Keanu Neal (pé), o wide receiver Taylor Gabriel (pé) e o defensive tackle Jonathan Babineaux (ombro) estão prontos para jogar no domingo (22), como frisou o técnico Dan Quinn.

– Ladarius Green: o tight end do Pittsburgh Steelers treinou nesta sexta, mas ele precisa passar nos estágios finais do protocolo de concussão para ser liberado para atuar no domingo (22), contra o New England Patriots, na final da Conferência Americana (AFC).

Green perdeu as últimas quatro semanas de jogos dos Steelers, depois de tomar uma pancada na semana 15 da temporada regular, contra o Cincinnati Bengals. Ele disse que “realmente não fez muito” na sessão de sexta, apenas correndo. Independentemente de ser liberado ou não para jogar, ele vai viajar para a partida.

“Essa não é minha decisão”, falou, ao ser questionado se poderá atuar. “É com os treinadores”, completou o tight end, que foi listado oficialmente como ‘questionável’.

– Mais Pittsburgh Steelers: o linebacker James Harrison (tríceps/ombro), que foi listado como ‘questionável’, deve atuar mesmo com os problemas físicos, enquanto que o running back Le’Veon Bell voltou aos treinos depois de um dia de ausência por motivos pessoais. O running back Fitzgerald Toussaint (concussão) também foi listado na categoria ‘questionável’.

– Buffalo Bills: o defensive end Shaq Lawson passou por uma artroscopia no joelho após o término da temporada regular, enquanto que o wide receiver Sammy Watkins passou por uma segunda cirurgia em seu pé lesionado no final da semana passada. O time anunciou a realização dos procedimentos nesta sexta.

Lawson, que perdeu as primeiras seis semanas da temporada devido a um problema no ombro, deve ser liberado para as atividades de offseason, o que mostra que sua operação no joelho, provavelmente, foi algo pequeno.

Em relação a Watkins, que vinha lidando com problemas no pé nos últimos tempos, disputou apenas oito jogos em 2016. Inicialmente, o problema foi descrito como apenas dor no local, que não poderia ser resolvido com cirurgia. Posteriormente, contudo, os Bills o colocaram na injured reserve.

Depois de um tempo na IR no ano passado e com controvérsias em relação à condição de seu pé, o então técnico interino Anthony Lynn disse aos jornalistas que Watkins estava com um osso fraturado no pé, mas citou a tolerância à dor como maior obstáculo.

Seja qual for o problema que acabou requerendo mais uma cirurgia, o especialista Dr. Robert Anderson informou à franquia que o procedimento foi bem-sucedido. Espera-se que ele esteja pronto para o training camp, no meio do ano.

– New England Patriots: o wide receiver Danny Amendola (tornozelo), o tight end Martellus Bennett (joelho), o running back Brandon Bolden (joelho), o linebacker Dont’a Hightower (ombro), os wide receivers Chris Hogan (coxa) e Malcolm Mitchell (joelho), e o defensive lineman Jabaal Sheard (joelho) foram todos listados como questionáveis.

Todo o grupo de lesionados treinou de maneira limitada durante esta semana. Hogan foi flagrado no vestiário mancando          consideravelmente. Já Mitchell está “na direção certa”, segundo Mike Reiss, da ‘ESPN’ norte-americana. Já Bennett disse no início da semana que estava se sentindo pronto para jogar.

Comments
To Top