NFL

Aaron Hernandez é identificado como atirador em incidente letal em 2012

Aaron Hernandez preso

Um homem, que sobreviveu de um tiroteio em 2012 que acabou com duas pessoas morrendo, identificou Aaron Hernandez, ex-jogador do New England Patriots, como quem puxou o gatilho.

O juiz que presidiu a sessão negou o pedido do advogado de Hernandez de adiar o início do julgamento.

Durante a audiência pré-julgamento nesta terça-feira (21), os promotores pediram que Raychides Sanches descrevesse a cena caótica da noite de 16 de julho de 2012.

Sanches disse que ele era um passageiro em um carro parado abaixo de um poste de luz em South End, quando um SUV parou. Ele disse que alguém do SUV disse: “o que há, pretos?” e então começou a disparar.

Sanches relatou que os tiros atingiram Daniel de Abreu, 29 anos, e Safiro Furtado, 28 anos.

Quando perguntado quem havia atirado, Sanches acenou com a cabeça em direção a Aaron Hernadez na Corte Superior de Suffolk, reportou o ‘Boston Herald’.

“Parecia com ele”, disse a testemunha. “Hernandez”.

Outro sobrevivente do incidente, Aquilino Freire, disse ao tribunal que ele foi baleado duas vezes. Ele descreveu o atirador com pele clara, sem barba e tatuagens.

O ex-tight end enfrenta duas acusações de assassinato pelas mortes de Furtado e Abreu.

Os promotores dizem que ele matou os dois homens depois que um deles bateu nele em uma boate em Boston naquela noite. O ex-jogador se declarou inocente.

Hernandez já está cumprindo uma sentença de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional pela morte a tiros de Odin Lloyd, jogador de futebol americano semiprofissional, em 2013.

A audiência da terça-feira focou em diversas questões pré-julgamento, como a seleção do júri que estava prevista para começar dia 13 de fevereiro. Os promotores estão pedindo ao juiz para permitir que Sanches e Freire possam descrever o atirador durante o julgamento.

Os advogados da defesa argumentaram que o privilégio advogado-cliente pode ter sido violado porque os funcionários da prisão reconheceram que as chamadas na cadeia de Hernandez foram acessadas por pessoas não autorizadas enquanto ele aguardava seu primeiro julgamento por homicídio.

O ex-jogador de 27 anos tem outra audiência marcada para o dia 27 de dezembro.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top