NFL

A.J. Green deve ficar fora por até oito semanas; veja mais movimentações na NFL

A.J. Green, wide receiver do Cincinnati Bengals

(Crédito: Twitter/reprodução)

Uma ressonância magnética mostrou que o wide receiver A.J. Green, do Cincinnati Bengals, rompeu ligamentos do tornozelo esquerdo que deve mantê-lo afastado por um período entre seis e oito semanas.

A informação é do jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Assim, Green não deve estar pronto para a estreia do time na temporada regular, no dia 8 de setembro, contra o Seattle Seahawks.

Green foi removido de campo durante o primeiro treino do training camp dos Bengals, neste sábado, no Welcome Stadium, em Dayton. A equipe estava treinando no local como parte da celebração da 100ª temporada da NFL, já que a primeira partida da história da liga foi realizada no local.

As condições do campo eram consideradas abaixo do recomendado, mas os Bengals liberaram o campo para uso no final das contas, segundo Schefter. Vale lembrar que o restante dos treinamentos do time será em Cincinnati.

Neste domingo, o wide receiver Tyler Boyd descreveu as condições do campo em Dayton como “terríveis”.

Já o técnico Zac Taylor, contudo, afirmou que o campo não deve ser culpado pela contusão de Green.

Atualmente com 30 anos, Green perdeu apenas quatro jogos em suas primeiras cinco temporadas na NFL, mas ele perdeu 13 jogos nos últimos três anos, segundo o ESPN Stats & Information. Ele está entrando no ano final de seu contrato.

Além da lesão de Green, o wide receiver John Ross está sendo mantido fora das atividades no começo do camp.

Confira mais movimentações na NFL neste domingo (28) de training camp:

– Após ser colocado na lista de jogadores com lesões não-relacionadas ao futebol americano (NFI list), o wide receiver Antonio Brown está de volta. Ele passou em seu teste físico e foi liberado para treinar neste domingo, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

O astro foi colocado na lista NFI na última sexta, mas não houve detalhes do que ocorreu com o wideout.

– No Tennessee Titans, o técnico Mike Vrabel disse aos repórteres neste domingo que Derrick Henry está lidando com uma lesão na parte inferior da perna e não há cronograma para o retorno do running back.

O jogador foi visto com uma bota protetora durante as atividades da última sexta. Henry perdeu treino desde então. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que os Titans “não estão preocupados” com a contusão e o problema de Henry “não deve ser grande”.

– No New Orleans Saints, o defensive tackle Sheldon Rankins não deve participar do training camp. O jogador de linha defensiva, que foi colocado na lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list) no dia 23 de julho, sofreu uma lesão no Aquiles na rodada de divisão dos playoffs.

Mais tarde neste domingo, os Saints chegaram a um acordo com o offensive lineman Patrick Omameh, como noticiou o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. O guard veterano passou a temporada 2018 no NY Giants e no Jacksonville Jaguars.

– No New York Jets, o running back Le’Veon Bell teve cãibras na perna, segundo o técnico Adam Gase. O offensive lineman Brent Qvale (perna direita) foi removido de campo com uma proteção colocada na perna.

– No Buffalo Bills, os tight ends Dawson Knox e Jason Croom estão foram com lesões no músculo posterior da coxa, como anunciou o técnico Sean McDermott. Com Knox e Croom afastados, bem como Tyler Kroft com problema no pé, os Bills estão com apenas quatro TEs à disposição, sendo dois calouros.

– O Green Bay Packers está sem alguns veteranos, incluindo o running back Jamaal Williams (músculo posterior de coxa), o safety Darnell Savage (dentes), o kicker Mason Crosby (panturrilha), o cornerback Josh Jackson (pé), Fadol Brown (panturrilha), o offensive tackle Jason Spriggs e o linebacker Kendall Donnerson (músculo posterior da coxa). Enquanto isso, o quarterback Tim Boyle e o offensive tackle Bryan Bulaga retornaram aos treinos.

– No Oakland Raiders, o time contratou James Butler e dispensou Chris Warren III. Butler passou boa parte de sua temporada de calouro em 2018 no elenco de treinamento (practice squad) e fez parte das atividades de offseason.

– O Los Angeles Chargers contratou os wide receiver Malachi Dupre e Jordan Smallwood, e dispensou os lesionados Dylan Cantrell e Fred Trevillion.

– O Arizona Cardinals dispensou o outside linebacker Matt Longacre, deixando o time com três espaços em aberto no elenco.

– No Tampa Bay Buccaneers, Vincent Testaverde, filho do ex-quarterback Vinny Testaverde, fechou neste domingo com o time, segundo Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Vincent lançou para 1.714 jardas e 11 touchdowns em sua única temporada na Universidade de Albany (Nova York). O jovem QB fez teste nos Bucs no minicamp de calouro da organização, em maio.

Vinny Testaverde ainda é o líder de jardas passadas da história dos Bucs, com 14.820 jardas de 1987 a 1992.

Também na franquia da Flórida, o safety Orion Stewart sofreu uma lesão na perna direita durante o treino e teve que ser removido de campo. Antes de fechar com os Bucs em abril, Stewart passou nos elencos de treinamento do Buffalo Bills e do Washington Redskins, e passou no training camp do NY Giants em 2018. Ele também teve uma passagem pela Alliance of American Football (AAF), sendo o primeiro escolhido na história da liga.

– O Baltimore Ravens está testando o quarterback Josh Johnson, como noticiou Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. A franquia de Maryland está no mercado por um QB depois que Robert Griffin III fraturou o polegar no treino da noite do último sábado. Johnson, que esteve nos Ravens na pré-temporada em 2016, foi titular em três jogos do Washington Redskins na temporada passada.

Comments
To Top