NFL

Os 5 jogos mais inexplicáveis da temporada 2019 da NFL

lamar jackson cleveland browns

Já vamos chegar na semana 14 da temporada 2019 da NFL. Se olharmos as estatísticas já vemos running backs com 1000 jardas, as playoff pictures estão rolando soltas e já estamos pensando em posicionamento de Draft e quem vai ganhar um quarterback de presente em 2020. Por isso já dá para fazer um texto com os cinco jogos mais inexplicáveis da temporada 2019 da NFL.

Como sempre listas são polêmicas. E contamos com seus xingamentos em nossas redes sociais, nossa seção de comentários abaixo e seu amor se inscrevendo no nosso canal do YouTube. Você acha que esquecemos de alguma partida? A ordem de nossa lista está errada? Manda ver então.

Houston Texans 10 x 16 Carolina Panthers – Semana 4

Depois de vermos os Texans se impondo contra os Patriots na semana passada e jogando New England em uma semicrise, é normal que respeitemos a equipe de Deshaun Watson. Isso não quer dizer que algumas de suas quatro derrotas não causem uma ligeira revolta no estômago, sendo essa da semana 4 a mais pronunciada, ainda mais por ter sido em casa.

Não é que Kyle Allen incendiou com sua performance incrível. Aliás ele teve três fumbles. Mas Watson teve apenas 160 jardas aéreas, DeAndre Hopkins somou só 41 jardas e a linha ofensiva foi incompetente. Mesmo que a OL ainda não seja maravilhosa, o jogo foi tremendamente esquisito, ainda mais sabendo que os Panthers agora estão 5-7, acabaram de perder para os Redskins e Ron Rivera deve ser demitido.

Buffalo Bills 13 x 31 Philadelphia Eagles – Semana 8

Este é o jogo que nos fez acreditar ainda nos Eagles apesar das derrotas queima-filme e nos fez ficar com um pé atrás com os Bills, apesar de sua boa campanha. Hoje dá para colocá-lo na categoria inexplicável mesmo. Mas como somos insistentes, voltamos à análise.

Foi a tempestade perfeita para os Eagles. Sua secundária não foi exposta por Josh Allen e John Brown e o time conseguiu ficar bastante em campo com seu ataque – quase 36 minutos – porque ele enterrou os Bills com 218 jardas terrestres. Assim Carson Wentz pode ser um game manager e não teve um turnover.

Hoje vemos os Bills com 9-3, os Eagles com 5-7 e o jogo da semana 8 parece ainda mais estranho. Mas não tanto quanto o seguinte.

Los Angeles Chargers 26 x 11 Green Bay Packers – Semana 9

Os Chargers já eram um time sem pai nem mãe, muito menos torcida na semana 9. Mas no duelo entre a equipe 3-5 e a 7-1,  Aaron Rodgers teve míseras 161 jardas, o jogo terrestre somou apenas 45 e os Chargers foram completinhos no ataque, com um grande jogo de Mike Williams, quase 300 jardas de Philip Rivers sem turnovers, algo louvável mesmo sem touchdown e num jogo terrestre de 159 jardas.

Como isso aconteceu? Me explica. Eu só tenho uma teoria boa.

“Nós temos que ser honestos com nossas rotinas e as decisões que tomamos nas últimas 48 horas e ter certeza que nossa cabeça estará no lugar certo na próxima vez que tivermos uma grande viagem para jogar fora de casa”, disse Aaron Rodgers.

Você ainda não entendeu? Olha onde foi o jogo. A ressaca foi pesada pelo visto.

New Orleans Saints 9 x 26 Atlanta Falcons – Semana 10

Eu e o Bruno Bataglin falamos no podcast que não era possível que a defesa dos Falcons não fosse reagir depois do bye, que o time não defendesse Dan Quinn… E por isso falamos que Falcons +11,5 era uma boa aposta. Mas nunca imaginávamos ao fazer o podcast que os Falcons venceriam por 17 pontos no Superdome.

Pois bem, aconteceu, o time 7-1 perdeu para o 1-7 na maior zebra da temporada até o momento. E isso com Drew Brees na posição, tendo assumido de volta depois de ver Teddy Bridgewater deitar enquanto se recuperava de lesão no dedão. Como explicar isto? Não tem noitada, tempestade perfeita ou qualquer outra coisa para explicar. Mas ainda não é tão bizarro quanto o próximo.

Baltimore Ravens 25 x 40 Cleveland Browns – Semana 4

Acho que ninguém lembra deste jogo mais. MAS ELE EXISTIU. Foi por causa dele que não subimos rapidamente no trem da alegria conduzido por Lamar Jackson e confiamos em Freddie Kitchens por um segundo a mais que devíamos. Ok, não é para tanto.

Lamar teve três touchdowns, mas duas interceptações. Ele ainda sofreu quatro sacks na provável melhor atuação dos Browns na temporada. Mark Ingram teve um fumble perdido também.

É bizarro como Cleveland não pegou este jogo como indicativo do que deveria ser seu ataque: Nick Chubb teve 165 jardas. TRÊS TOUCHDOWNS. Foi um jogo bizarro, claro. Inexplicável também. A linha ofensiva dos Browns funcionou bem. Baker e o ataque foi explosivo, com Jarvis Landry tendo 167 jardas em oito recepções.

Mas o inexplicável aqui é como os Browns podem ter uma temporada tão horrorosa apesar de tanto talento em seu elenco. Não é possível que seja só Freddie Kitchens a origem de todo o mal. Já os Ravens com certeza tiveram seu pior jogo no ano. E a partir dali foram aquecendo a máquina que começou a moer times de NFL.

 

Comments
To Top