NBA

Webber, McGrady, Hardaway estão entre os finalistas para entrar no Hall da Fama

Crédito: Instagram/reprodução

Foram anunciados neste sábado os 14 finalistas que vão “batalhar” por um lugar no Hall da Fama do Basquete. Entre treinadores universitários, jogadoras de grande destaque no feminino e equipes históricas, estão alguns nomes que marcaram época na NBA. Mais precisamente Chris Webber, Tracy McGrady, Sidney Moncrief, Rudy Tomjanovich e Tim Hardaway.

Chris Webber é um dos que mais chamam a atenção. Estrela desde que estava no ensino médio, ele escolheu jogar na Universidade de Michigan, formando o Fab Five com Jimmy King, Ray Jackson, Juwan Howard e Jalen Rose, todos eles calouros que assumiram a titularidade da equipe, algo raro no basquete universitário da época. Depois de dois vices da NCAA, Webber foi para o Draft e selecionado pelo Orlando Magic, que logo fez uma troca com os Warriors.

Depois de certa turbulência em sua carreira, o ala-pivô encontrou sua casa em Sacramento, fazendo dos Kings uma potência que só foi parada pelo Los Angeles Lakers de Kobe Bryant, Shaquille O’Neal e Phil Jackson (e os mais “maldosos” vão incluir Tom Donaghy). Lesões no joelho impediram que ele jogasse em alto nível por mais anos.

Já Tracy McGrady também deu uma bela rodada pela liga, mostrando um poderio ofensivo sensacional com a camisa do Toronto Raptors, Orlando Magic e Houston Rockets especialmente. Ele foi duas vezes o cestinha da temporada.

Já Moncrief, Tomjanovich e Hardaway são mais da velha guarda. Moncrief foi cinco vezes All-Star e sendo um pilar defensivo do Milwaukee Bucks nos anos 80. Tomjanovich foi um grande jogador do Houston Rockets, mas sua carreira como atleta ficou marcada pelo soco que levou de Kermit Washington do Los Angeles Lakers, fraturando o crânio e ficando à beira da morte. Rudy T conseguiu se recuperar, voltou as quadras e ainda se tornou um treinador espetacular, sendo bicampeão pelos Rockets, com Hakeem Olajuwon de principal jogador e um arsenal de frases lendárias. A maior delas, logo depois dos texanos terem conseguido o bicampeonato após uma temporada regular, é “nunca subestime o coração de um campeão”.

Já Tim Hardaway (não confundir com Penny Hardaway) foi 5 vezes All-Star e teve seu auge no Golden State Warriors que ganhou o apelido Run TMC, usando as iniciais de Chris Mullin e Mitch Richmond também, e que marcou época pela velocidade dos contra-ataques e a habilidade de Hardaway.

Agora, os 14 finalistas vão precisar de 18 dos 24 votos do Comitê Eleitor. Os resultados finais serão anunciados no dia 3 de abril, durante o Final Four da NCAA.

 

Comments
To Top