NBA

Warriors superam desvantagem de 25 e batem Spurs em 1º jogo das finais do Oeste

Warriors comemoram

Crédito: Instagram/reprodução

Golden State Warriors (67-15) 113 x 111 San Antonio Spurs (61-21) – 1 a 0 pró-Warriors na série

O cara do jogo: Stephen Curry (40 pontos e 7 rebotes)

O San Antonio Spurs teve uma chance de ouro para fazer Las Vegas, este site e todo o mundo da NBA ficar de boca aberta. A equipe texana começou o jogo com tudo, chegou a liderar por 25 pontos no segundo quarto, mas não conseguiu superar a lesão de Kawhi Leonard, sucumbindo na segunda metade e perdendo para o Golden State Warriors por 113 a 111 na primeira partida das finais da Conferência Oeste.

Stephen Curry teve uma atuação sensacional, com 40 pontos e uma explosão no terceiro quarto que fez o time resistir ao bombardeio dos Spurs e pouco a pouco ir eliminando a vantagem. Kevin Durant, com 34 pontos, foi fundamental no quarto final, com seguidas cestas no fim da reação que foram aumentando o volume da Oracle Arena.

O jogo 2 será na terça-feira (16), também em Oakland.

Leia também: Veja as datas, horários e relatos dos jogos dos playoffs da NBA

O jogo

O primeiro tempo para os mandantes mostrou que os dois rivais anteriores nos playoffs eram brincadeira de criança perto do San Antonio Spurs de Gregg Popovich. Logo de cara os texanos subiram o muro na defesa, forçando turnovers e contestando todos os arremessos adversários, enquanto no ataque, rebotes ofensivos, bela movimentação de bola e cesta atrás de cesta faziam o placar ter uma diferença maior a cada minuto que passava.

Só no primeiro quarto a vantagem era de 14 pontos, com os Warriors tendo míseros 16 pontos no placar apesar de Stephen Curry, Kevin Durant, Klay Thompson e Draymond Green estarem em quadra.

Ao fim da primeira metade, Kawhi Leonard somou 18 pontos e oito rebotes, LaMarcus Aldridge teve 17 pontos e Manu Ginobili, vindo do banco, somou 9 pontos. A diferença chegou a 25 pontos no segundo quarto, sendo diminuída para 14 depois de uma bola de três de Stephen Curry, mas fechando em 20 no intervalo. Os Spurs não estavam de brincadeira.

Para mostrar quão ruim foi a atuação dos Warriors: a equipe tinha mais turnovers (10) que assistências (8).

O terceiro quarto começou com Stephen Curry acertando três bolas de três, mas a produção dos Spurs continuou no ataque. Precisou Kawhi Leonard cair de mal jeito duas vezes e ir para o vestiário para as coisas encaixarem novamente para os californianos. Após o incidente, Curry acertou de longa distância pela quarta vez no quarto e a torcida entrou no jogo.

A diferença caiu para 14 e no meio do terceiro quarto, foi confirmado que Leonard – 26 pontos e 8 rebotes em 24 minutos – não voltaria para a partida. Os Warriors partiram para uma sequência de 18 pontos sem resposta desde que o camisa 2 saiu. Kyle Anderson com duas cestas no fim do período conseguiu esfriar um pouco a reação dos mandantes, deixando o placar no fim do terceiro quarto em 90 a 81.

No último quarto a intensidade dos Warriors continuou, pressionando cada jogador dos Spurs, mostrando agressividade para forçar turnovers e más decisões. Com a volta dos titulares, a estratégia deu mais certo. Kevin Durant teve uma bola de três e uma enterrada que deixou a diferença em quatro pontos faltando 7 minutos e 20 segundos para a partida terminar. Durant continuou com a mão quente – foram 10 pontos seguidos dele para seu time no último quarto -, Shaun Livingston deu sua contribuição no quinteto small ball – ele, Curry, Thompson, Durant e Green –  e com uma bola do camisa 35, os Warriors passaram à frente no placar faltando três minutos para o fim.

Os Spurs, veteranos de pós-temporada, não entraram em desespero e recuperaram a liderança logo depois, mas uma bola de três de Curry deixou o jogo empatado em 106 faltando 1:48 para o fim e uma cesta com falta de Green, mais uma bandeja de Curry fizeram a diferença subir para 5.

Ginobili, em jogo sensacional (17 pontos), deu uma enterrada e Patty Mills depois de sofrer a falta, acertou dois lances livres, diminuindo a diferença para um no minuto final. Só que Curry, mandando um aviso para quem o chama de pipoqueiro, pegou a bola e com um “semi-floater” fez a vantagem voltar para três com apenas nove segundos faltando.

LaMarcus Aldridge – 28 pontos e 8 rebotes – ainda teve uma chance final, mas seu tiro de três foi para fora. Apesar de Mills sofrer uma falta e ir para a linha, ele acertou o primeiro, errou o segundo de propósito mas o cronômetro estourou, sacramentando a incrível vitória dos Warriors.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top