NBA

A volta da NBA está definida: tudo que sabemos até agora

Prévia NBA 2018/19

No dia 11 de março, Rudy Gobert testou positivo para o COVID-19 e a NBA não foi mais a mesma. Ainda tivemos alguns jogos na mesma noite – de forma totalmente imprudente – mas desde esse dia, a temporada 2019/20 ganhou um sinal gigantesco de interrogação. Não foi fácil, mas aqui estamos no dia 4 de junho com uma boa notícia para dar: a volta da NBA está confirmada.

Os donos aprovaram, com 29 votos a favor e apenas um contra (os Blazers, por acharem que tinha formas melhores para a disputa) o plano traçado pela liga, jogadores e equipes. A Associação dos Jogadores irá votar amanhã, mas como eles estiveram envolvidos nas decisões e até motivaram as equipes e liga a seguirem em frente, não teremos surpresas nessa votação.

A solução será juntar 22 equipes em um “campus” – o Walt Disney World Resort em Orlando, na Flórida – e fazer todos os jogos lá. Os jogos vão começar no dia 30 de julho, com New Orleans Pelicans x Utah Jazz às 19h30, horário de Brasília, e Los Angeles Lakers x Los Angeles Clippers às 22h.

Volta da NBA: quais times serão envolvidos

Como esperado, foi criado um corte para não levar as 30 equipes para Orlando. No fim ele não foi tão grande: 22 equipes farão parte desse experimento histórico.

Além dos 16 times que estavam na zona de classificação para os playoffs – oito no Leste, oito no Oeste – ganharam uma vaguinha as equipes que estão até seis jogos atrás na coluna das vitórias do oitavo colocado. Assim não se comete a injustiça de impedir um time que estava batalhando por uma vaga de playoff e poderia ultrapassar o Memphis Grizzlies ou o Orlando Magic.

No Leste só uma equipe que atualmente está fora da zona da Liber playoffs terá chances: o Washington Wizards. No Oeste, uma baciada: New Orleans Pelicans (teremos Zion!!), Portland Trail Blazers (teremos Dame!!!), Sacramento Kings (teremos… ok) e San Antonio Spurs (ainda não está encerrada a série de 22 anos com pós-temporada).

Por que até seis jogos de diferença e não sete, o que incluiria também o Phoenix Suns? Porque foi feito um estudo sobre reações de equipes para conquistar uma vaga e se considerou que times dentro desse limite tem chances, enquanto além disso precisariam operar um milagre improvável.

A tabela dessa volta da NBA ainda não foi fechada, mas é óbvio que com oito times a menos, não teremos um resto de temporada regular normal. Quando essa informação for divulgada, colocaremos neste post.

(Atualização) Foi divulgada: serão oito jogos para cada equipe. 

Agora tem mais uma diferença: se o nono colocado depois desses jogos estiver a quatro jogos ou menos de diferença do oitavo, teremos um duelo entre os dois por uma vaga nos playoffs. Um jogo será disputado: se o oitavo vencer, ele avança para os playoffs. Se o nono vencer, teremos um novo jogo entre os dois. Quem vencer esse jogo estará classificado.

Volta da NBA: training camp de uma semana, quarentena depois

Assim como no Brasil, os estados são os que tomam as decisões sobre a reabertura de comércios e outras atividades. Por isso há estados mais avançados e outros nem tanto. Os times vão poder fazer um training camp de uma semana a partir do dia 30 de junho e viajarão para Orlando no dia 7 de julho. A partir disso começa uma quarentena de duas semanas para evitar contágios. É possível que tenhamos jogos de pré-“mini” temporada

Os jogos de temporada regular vão ser disputados não só para sermos justos com as equipes que ainda podem sonhar com playoffs e não estão classificadas neste momento. O tanto de atenção e dinheiro de televisão que vai cair na conta da NBA motiva essas partidas extras. Quanto mais jogos justificáveis, melhor para compensar o preju causado.

Teremos até sete jogos por dia nas três semanas de agosto pré-playoffs.

Segundo Ramona Shelburne, da ESPN americana, serão feitos testes diários e padronizados com todos os envolvidos. Não foi divulgado o que acontecerá caso tenhamos vários casos de contágio. Se for apenas um, essa pessoa será isolada e quem teve contato com ela será monitorado de perto.

Comments
To Top