NBA

Toronto Raptors x Boston Celtics: uma maravilha de confronto

celtics raptors daniel theis

O confronto entre Toronto Raptors e Boston Celtics foi o primeiro a ser definido nas semifinais de conferência da temporada 2019/20. Os dois times varreram seus adversários. Isso era esperado dos Raptors, mas nem tanto do Boston Celtics, que acabou atropelando Joel Embiid e companhia e levou o cargo de Brett Brown junto.

Nos quatro jogos entre as equipes, um deles na bolha de Orlando, três vitórias para os Celtics contra uma dos canadenses. O que isso importa?

Nada.

Toronto Raptors x Boston Celtics: como será isso?

Os atuais campeões tinham melhor campanha antes da pandemia e ainda são “mais favoritos” ao título do que o maior vencedor da história da NBA. Na Rivalo, os Raptors pagam 8,50 para 1 para quem apostar que eles vão vencer novamente. Os Celtics pagam 10,5 para 1.

Aproveite o nosso link da Rivalo para ganhar um bônus ao criar sua conta.

Rivalo Apostas Esportivas

Não é difícil explicar o respeito que Toronto ganhou. Nick Nurse foi eleito o melhor treinador da temporada por justamente manter a equipe na elite da NBA mesmo perdendo seu MVP das finais, Kawhi Leonard. O time teve sua primeira varrida na história na bolha de Orlando, despachando o Brooklyn Nets e todos os problemas com lesões na temporada regular foram remediados.

O quinteto inicial com Kyle Lowry (tem uma lesão no tornozelo, mas irá jogar), Fred VanVleet, OG Anunoby, Pascal Siakam e Marc Gasol está azeitado. Mas impressiona como Serge Ibaka, Norman Powell e Terence Davis estão vindo do banco com tudo.

Ibaka teve 19,3 pontos e 10,3 rebotes de média em míseros 23 minutos e meio de quadra nos quatro jogos. Powell tem 45,5% de aproveitamento nas bolas de três, com mais de cinco tentativas por jogo. Davis tem 11,3 pontos de média. Novamente, esses são os reservas.

Claro que Pascal Siakam é o grande problema para os rivais. Não só ele tem médias ótimas como está cada vez mais agressivo, indo mais para a linha do lance livre, como ainda defende com intensidade. Aliás, os Raptors deram uma aula de como perder um ás da defesa e continuar sendo sensacionais protegendo sua cesta.

Por isso, o duelo será tão interessante contra os Celtics, que também tem ótimos defensores. Não é segredo que Jaylen Brown e Jayson Tatum são o núcleo da equipe, com um complementando o outro de forma ideal. Com Siakam, Anunoby e um tiquinho de Ibaka, eles vão ter que lutar por cada cesta. Mas especialmente Tatum já se acostumou a isso e contra os Sixers desfilou em quadra nos jogos 1, 2 e 4 (32, 33 e 28 pontos, respectivamente).

O confronto mais legal será entre Kemba Walker e Kyle Lowry. Ambos são armadores habilidosos e que provavelmente vão abrir mão de se marcar em muitos momentos. Os Celtics terão Marcus Smart para jogar em Lowry, já que Kemba não está 100% devido a seus joelhos. Mesmo assim ele teve 24,3 pontos de média contra os Sixers. Nada mal.

O problema para os Celtics está na posição 5. Daniel Theiss não passará vergonha, mas Marc Gasol pode ter a recuperação após uma série sem brilho contra os Nets. Quando os Raptors jogarem no small ball com Ibaka na posição 5, Brad Stevens terá que se virar: Theiss pode ficar em quadra encarando matchups difíceis, mas Enes Kanter você pode esquecer no banco porque ele é um ponto fraco.

Os Celtics têm a segunda melhor defesa contra bolas de três, deixando os Sixers passando fome nesse quesito na série passada. Os Raptors têm maior versatilidade, mas isso se Kyle Lowry jogar. Sem ele, tudo ficará mais difícil. Do outro lado, Kemba precisa se segurar e veremos como ele se comporta em apenas sua terceira série de playoffs (o coitado estava em Charlotte). Qualquer um que está cravando algo nesta série é maluco.

Comments
To Top