Lance Livre

A torcida dos Bulls já pode ficar animada. O time se reforçou bem e Rose está voltando

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

Desde 2012, poucas vezes tivemos a chance de apreciar o ótimo basquete de Derrick Rose. O armador do Chicago Bulls atuou em apenas 10 partidas contando as duas últimas temporadas da NBA. Agora, treinando com a seleção dos Estados Unidos para o Mundial de basquete, ele voltou a ser notícia devido a seu ótimo desempenho (clique aqui e confira).

Não é fácil para o jogador ficar parado por lesão durante tanto tempo, ainda mais para Rose, que estava progredindo e melhorando cada vez mais seu jogo. Primeiro, em abril de 2012, ele rompeu os ligamentos do joelho esquerdo. Segundo, em novembro de 2013, ele torceu o menisco do joelho direito. Um período no departamento médico que ninguém quer ficar.

Com essa grande ausência de Rose, os Bulls não tiveram grandes temporadas. Até chegaram aos playoffs, mas não consegue chegar a final de divisão desde 2011, quando o camisa 1 liderou o time, foi o MVP da temporada (o mais jovem de todos os tempos da NBA com 22 anos), e acabou sendo derrotado pelo Miami Heat de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh.

Entretanto, os torcedores de Chicago já devem estar ansiosos para o início dessa próxima temporada. Rose está treinando bem na seleção e todos esperam que ele volte a ser o que era antes ou até melhor. Assim, só com a volta dele, os Bulls já contariam com um dos melhores armadores da liga.

Além disso, a franquia soube se reforçar com qualidade e manteve peças importantes do elenco. Os cinco jogadores que entrariam como titulares provavelmente serão: Derrick Rose, Jimmy Butler, Mike Dunleavy, Pau Gasol e Joakim Noah. No papel, um grande time.

Gasol chegou e vai ficar com a vaga que era de Carlos Boozer. Acredito que os Bulls saíram ganhando nesta “troca”. O espanhol é um pivô bem mais consistente do que Boozer. Ele só precisa ficar longe das contusões.

Noah vem mostrando nos últimos anos que é um dos melhores pivôs da liga. Ele foi eleito o melhor defensor da NBA na última temporada. Sem dúvidas, ele formará uma das melhores duplas dentro do garrafão ao lado de Gasol.

Jimmy Butler e Tony Snell são jovens, mas estão mostrando boa evolução, principalmente o primeiro, que teve uma média de 13,1 pontos por partida na última temporada. Mike Dunleavy é o grande veterano do time e, mesmo assim, foi muito útil na última temporada, médias de 4,2 rebotes e 11,3 pontos por jogo.

Assim, Tom Thibodeau terá ótimas peças para comandar nas próximas temporadas. Com a volta de Rose e a chegada de Gasol, ele terá um jogo ofensivo muito forte, já que contará com a velocidade e explosão do armador e a precisão do pivô no garrafão. A defesa, que sempre foi um ponto forte da franquia, não deve perder em qualidade. O técnico sempre prioriza o setor defensivo e saberá armar essas peças novas na rotação do time.

Talvez os Bulls não sejam os campeões da NBA nem da Conferência Leste nesta próxima temporada, mas, com certeza, a torcida já pode se animar. O elenco é um dos melhores da liga. Se Rose voltar com tudo, ele pode ser um dos melhores atletas da liga. Afinal, apenas ele e Kevin Durant conseguiram quebrar a hegemonia de LeBron James como MVP nos últimos anos.

Comments
To Top