NBA

Steve Nash e Jason Kidd encabeçam lista de finalistas para o Hall da Fama

steve nash hall da fama

Crédito: Instagram/reprodução

O Hall da Fama do Basquete deve receber dois grandes armadores da NBA dos anos 2000 em breve. Neste sábado foram divulgados os finalistas e tanto Jason Kidd como Steve Nash estão na relação. Ambos devem entrar até com facilidade. Entre os nomes estão também Grant Hill, Ray Allen, Chris Webber, entre outros.

O próximo passo antes de anunciar a classe de 2018 será reunir os 24 eleitores para decidir quem merece, entre os 13 nomes, receber essa grande homenagem. Os resultados finais serão divulgados durante o Final Four da NCAA, em março. Para entrar, o candidato precisa receber 18 votos positivos desse pool de 24.

Segundo na história da NBA em assistências, Kidd é uma certeza por causa de seus números impressionantes, inclusive de triplos-duplos. Campeão da liga em 2011 pelo Dallas Mavericks, ele ainda chegou duas vezes às finais com o New Jersey Nets e ganhou duas medalhas de ouro pelos Estados Unidos nas Olimpíadas.

Já Nash é uma das grandes razões para a velocidade e estilo de jogo da NBA atual. Duas vezes MVP da NBA, Nash não teve o sucesso coletivo com o Phoenix Suns, mas seu time foi à frente de seu tempo, especialmente ofensivamente. O canadense ainda é o terceiro na lista de assistências da liga.

Outros jogadores além de Nash e Kidd tem fortes candidaturas. Duas vezes campeão da NBA e maior arremessador de três da história da NBA, Ray Allen também pode entrar para o Hall da Fama. Já Grant Hill, um dos maiores nomes da universidade de Duke e com carreira longa na NBA, também tem seus pontos fortes, apesar de sua carreira no profissional ter sido muito prejudicada por lesões. Chris Webber também tem o combo universidade e profissional, sendo o principal jogador do Sacramento Kings que por muito pouco não bateu os Lakers de Kobe Bryant e Shaquille O’Neal.

Já Maurice Cheeks é um nome que há anos bate na trave, já que sua carreira de jogador teve como auge os times do Philadelphia 76ers dos anos 80.

Enfim, a classe de 2018 tem tudo para ser recheada.

Comments
To Top