NBA

Sterling avisa à NBA que não vai pagar multa; dono dos Clippers vai lutar por seus direitos

(Crédito: Divulgação/Wikimedia)

(Crédito: Divulgação/Wikimedia)

Dono dos Los Angeles Clippers, Donald Sterling não vai aceitar o seu banimento da NBA e a multa imposta pela liga de braços cruzados. Na noite desta quinta-feira (15), como confirmou a reportagem da ESPN norte-americana, o advogado de Sterling informou à NBA que não vai pagar a multa no valor de US$ 2,5 milhões.

A multa, imposta depois da polêmica de racismo envolvendo Donald Sterling, teria que ser paga pelo proprietário dos Clippers ainda esta semana, mas ele vai lutar até o fim pelo direito de ser o dono da franquia californiana.

Uma carta foi enviada à NBA por Max Blecher, advogado do Donald Sterling, e no comunicado o profissional ameaça processar a liga ela não estabeleça um processo de fato.

Segundo o site da revista Sports Illustrated, a carta foi enviada na última quarta-feira (14) e ela aponta que “nenhuma punição é garantida” para Sterling, que acabou sendo banido de forma vitalícia da National Basketball Association. O advogado de Sterling alega que seu cliente não violou a constituição da NBA e também que a liga desrespeitou o direito de Sterling por um processo, já que a investigação da NBA no caso durou quatro dias.

Nesta semana, em entrevista exclusiva concedida à CNN, Donald Sterling defendeu-se das acusações de racismo.

“Eu sou uma boa pessoa que cometeu um erro. Serei eu condenado por um único erro, serei após 35 anos? Eu amo minha liga, amo meus parceiros. Estou condenado por um único erro? É uma falha terrível e nunca mais vou cometê-la”, declarou.

Para que Sterling siga sendo o proprietário do Los Angeles Clippers, ele precisa dos votos favoráveis dos outros 29 donos de franquia da NBA, que devem tomar uma decisão em relação ao caso. Uma maioria de 75% dos votos é necessária para que Sterling não seja mais donos dos Clippers.

Comments
To Top