NBA

Splitter faz história e ser torna primeiro brasileiro a vencer o melhor basquete do mundo

Crédito: Reprodução/Twitter

Crédito: Reprodução/Twitter

Na noite de domingo, o San Antonio Spurs fez história ao bater o Miami Heat por 104 a 87 e levantar pela quinta vez a taça de campeão da NBA. Mas em plena Copa do Mundo no Brasil, quem merece destaque é o catarinense Tiago Splitter, que se sagrou o primeiro atleta nacional a conquistar um título na melhor liga de basquete do mundo.  

Sem se desgrudar da bandeira verde e amarela, Splitter comemorou ao lado do Big Three formado por Manu Ginobili, Tony Parker e Tim Duncan. “É difícil botar em palavras o que estou sentindo. Eu nunca imaginei que um dia eu poderia ser campeão da NBA e ainda seria o primeiro brasileiro a conquistar esse título. O meu sonho era apenas estar na NBA”, afirmou o jogador, emocionado.

Os Spurs foram campeões ao vencer a série por 4 a 1. O título veio em forma de revanche após San Antonio perder para a Miami por 4 a 3 na temporada 2012-2013. Os Spurs estavam prestes a ser campeões no jogo 6 quando uma bola de três de Ray Allen levou o jogo para a prorrogação e deu início à virada do Heat. “A gente perdeu no ano passado de uma forma horrível, nos últimos segundos, e agora ganhar dessa forma, dominando o playoff, é ótimo. É bom demais, estou até sem palavras.”

Depois do resultado do ano passado, o único pensamento dos Spurs era ser campeão. “Quando vimos que as finais seriam de novo contra o Miami, o desejo de revanche nos motivou ainda mais para jogarmos esse grande basquete que nos deu o título. Nós merecíamos muito.  É um grupo excepcional de atletas e jogadores, que deixam muita coisa de lado para ganhar os jogos. Nós temos o nosso Big Three  que não está nem aí para a estatísticas. Todos só querem ganhar, acima de tudo”, declarou o pivô de 2,11m de altura.

Durante as finais de 2013, Splitter levou um toco espetacular de LeBron James. Um ano depois,  o atleta brasileiro teve a chance de revidar e não desperdiçou, cravando um toco em Dwayne Wade e levando o AT&T Center ao delírio. “Foi ótimo dar o toco, ainda mais em uma final. No jogo anterior, eu dei uma enterrada que gostei muito também. Foram momentos que eu nunca vou esquecer. Nós estávamos jogando muito bem, o time reserva fez uma diferença enorme, o Pat Mills e o Manu (Ginobili). Eu fui feliz em fazer aquela jogada defensiva que é tão legal no basquete.” 

Crédito: Divulgação/NBA

Crédito: Divulgação/NBA

Splitter chegou na NBA em 2010, após dez anos no basquete espanhol, onde foi campeão da liga espanhola duas vezes e eleito melhor jogador da competição pelo Baskonia. O jogador demorou para conquistar seu espaço, mas atualmente é uma peça fundamental no elenco dos Spurs, conhecido pela qualidade do seu banco de reservas. 

O pivô também agradeceu aos fãs. “Eu quero só agradecer o apoio, eu sei que teve muita gente que ficou acordada vendo os jogos, apoiou o nosso time. Gente que viajou para ver as partidas aqui nos Estados Unidos.” 

Após conquistar o título, Splitter vai passar uns dias em Blumenau com a família antes de começar a se preparar para o Mundial de Basquete. “Foi perfeito ser o primeiro brasileiro campeão da NBA. Agora vou descansar, comemorar e depois para preparar para a Copa do Mundo de Basquete”, afirmou o atleta.  A competição acontecerá na Espanha entre os dias 30 de agosto e 14 de setembro e o Brasil estreia diante da França no dia 30, em Granada. 

 

Comments
To Top