NBA

Rondo inicia guerra civil nos Bulls, critica Wade e Butler e lembra Garnett e Pierce

Rajon Rondo Bulls

Crédito: Instagram/reprodução

Rajon Rondo não engole sapo, isso você pode ter certeza. Depois de uma carreira provando isso, ele mostrou mais uma vez, agora no Chicago Bulls que não levará desaforo para casa. Jimmy Butler e Dwyane Wade destruíram seus companheiros de equipe após uma derrota para o Atlanta Hawks.

E Rondo respondeu. Com uma foto de Instagram. Junto com Paul Pierce e Kevin Garnett. Com o uniforme do Boston Celtics.

 

My vets would never go to the media. They would come to the team. My vets didn’t pick and choose when they wanted to bring it. They brought it every time they stepped in the gym whether it was practice or a game. They didn’t take days off. My vets didn’t care about their numbers. My vets played for the team. When we lost, they wouldn’t blame us. They took responsibility and got in the gym. They showed the young guys what it meant to work. Even in Boston when we had the best record in the league, if we lost a game, you could hear a pin drop on the bus. They showed us the seriousness of the game. My vets didn’t have an influence on the coaching staff. They couldn’t change the plan because it didn’t work for them. I played under one of the greatest coaches, and he held everyone accountable. It takes 1-15 to win. When you isolate everyone, you can’t win consistently. I may be a lot of things, but I’m not a bad teammate. My goal is to pass what I learned along. The young guys work. They show up. They don’t deserve blame. If anything is questionable, it’s the leadership.

Uma foto publicada por Rajon Rondo (@rajonrondo) em


“Meus veteranos nunca iriam (reclamar) para a imprensa. Eles iriam para o time. Meus veteranos não poupavam esforços. Eles sempre dariam o máximo cada vez que pisavam no ginásio, seja para treino ou jogo. Eles não tiravam dias de folga. Meus veteranos não se importavam com números. Meus veteranos jogavam para o time. Quando perdíamos, eles não nos culpavam. Eles assumiam a responsabilidade e iam para o ginásio. Eles mostravam aos mais novos o que significava trabalhar. Mesmo quando tínhamos em Boston o melhor desempenho da liga, se perdíamos um jogo, você podia ouvir um alfinete caindo no ônibus.

Eles mostravam para nós quão sério o jogo é. Meus veteranos não tinham influência na comissão técnica. Eles não podiam mudar um plano de jogo porque ele não era bom para eles. Eu joguei para um dos melhores treinadores (Doc Rivers) e ele sabia passar a responsabilidade para todos. Precisa de 1 a 15 (elenco inteiro do time) para vencer. Quando você isola todo mundo, você não vence consistentemente. Eu posso ser muitas coisas, mas não sou um companheiro de time ruim. Meu objetivo é passar o que eu aprendi. Os mais novos trabalham. Eles se expõem. Eles não merecem ser culpados. Se há algo questionável, é a liderança”, declarou Rondo.

Mais direto, impossível. Butler e Wade disseram que têm pessoas que não se importam se os Bulls perdem ou não. Rondo não concorda nada. Espere pela notícia da saída de Rajon Rondo de Chicago.

Comments
To Top