NBA

Phoenix Suns demite GM Ryan McDonough antes da temporada começar

ryan-mcdonough-suns

Crédito: Instagram/reprodução

O Phoenix Suns é uma das franquias mais disfuncionais da NBA e nesta segunda-feira eles confirmaram isso, demitindo o general manager Ryan McDonough oito dias antes da temporada começar. James Jones (aquele mesmo), vice-presidente de operações de basquete da franquia, e Trevor Bukstein, ex-assistente de GM, vão dividir as responsabilidades de forma interina.

A medida foi bastante surpreendente até todo mundo refletir um pouco e lembrar que Robert Sarver, dono dos Suns, é um dos donos que mais interferem e é conhecido por ter o dedo sempre no gatilho.

Desde que assumiu, em 2013, os Suns tiveram apenas uma temporada boa, a primeira, mas depois foram trágicos em quadra. No Draft a equipe teve acertos como Devin Booker e Josh Jackson, mas erros claros como Alex Len (escolhido em quinto no Draft de 2013, hoje nos Hawks).

Além das constantes derrotas – foram 255, com 155 vitórias – o time trocou de treinador cinco vezes com McDonough como GM. Na temporada foi o mais absurdo, com Earl Watson sendo demitido após três jogos.

Vale lembrar também da vergonhosa situação com Eric Bledsoe, que publicamente em seu Twitter declarou que não queria estar ali, o ali no caso sendo o Phoenix Suns. Ele acabou trocado para o Milwaukee Bucks.

Mas parecia que Sarver estava dando mais chances para o dirigente, já que o time escolheu em primeiro no Draft e a organização fez a escolha por Deandre Ayton, trouxe veteranos, como Trevor Ariza, e ainda contratou o treinador Igor Kokoskov. Mas McDonough não será o GM para ver se suas escolhas deram certo

Comments
To Top