NBA

O que Luka Doncic precisa fazer para ser MVP (e prévia do Trofeu Brian Scalabrine)

luka doncic dallas mavericks

Luka Doncic está jogando bem demais. Não estou falando nenhuma novidade, mas isso só pode ser um fato consumado em uma prévia do Troféu Brian Scalabrine. Contagem feita até o dia de Ação de Graças e Doncic aparece no topo da lista, com 5 TROFÉIS, empatado com Giannis Antetokounmpo.

Para quem não sabe, explicação rápida: todo dia de NBA nós damos o Troféu Brian Scalabrine para o melhor jogador da noite. No final da temporada quem tiver mais TROFÉIS ganha o Scalabrinão de Ouro, o MVP do Quinto Quarto. Nós fazemos a entrega todos os dias no nosso Instagram. ENTÃO SIGA A GENTE LÁ.

O mais maldoso vai responder à pergunta do meu título com “jogando o mesmo que ele está jogando agora”, o que é uma sacanagem comigo porque é basicamente isso mesmo, mas eu ganho por palavra.

Então vamos ordenhar esta vaca.

Mais um pedido: inscreva-se no nosso canal do YouTube e ganhe nosso coração

É sustentável o que Luka Doncic está fazendo?

Doncic tem 30,1 pontos, 10,1 rebotes e 9,5 assistências por jogo. Para você ter uma ideia de quão absurdo é isso, LeBron James não tem uma temporada com média de 30 pontos desde 2007/08, quando teve exatamente essa marca. E ele nunca teve mais de 9 rebotes e 9,1 assistências de média em uma temporada na sua carreira.

Sim, eu sei o que você vai me dizer. Mas se LeBron se poupa em temporada regular é problema dele. E isso não é tanto verdade: quando ele ainda era chamado de pipoqueiro – lembra disso? – ele ia 100% nos jogos de terça a noite contra um time 13-35. Nem vem.

Isso quer dizer que Luka é melhor que LeBron? Claro que não. Mas fica claro que os anos de Euroliga fizeram o esloveno chegar mais pronto na NBA e ter uma evolução expressa. Antes era absurdo pensar que alguém com essa trajetória chega mais pronto que alguém que joga 30 partidas por Duke, por exemplo.

Hoje eu já te digo que não é nada absurdo. Doncic jogou contra veteranos, ex-atletas da NBA, europeus bons de bola em ginásios cheios, com pressão e em clubes de tradição. Zion Williamson, por exemplo, passou alguns meses em Duke jogando contra atletas de sua idade. Claro que é uma boa preparação e ter Mike Kryzrhekwsu$&ex) como mentor é de imenso valor, mas o cenário One and Done precisa ser repensado.

Enfim, sai do assunto. Eu não acho que Doncic vai manter as mesmas médias. Mas não por queda de qualidade técnica e sim por outras questões.

A temporada da NBA é cruel

Doncic começou com tudo como calouro e depois teve uma queda de rendimento. É totalmente normal esperar isso de novo porque a temporada da NBA é cruel, até para quem tem 20 anos.

O esloveno tem um jogo bastante físico, não fugindo de contato. E enfrentar noite após noite os alas da NBA não é algo indicado por cardiologistas. Ainda mais na Conferência Oeste, onde não faltam rinocerontes. O jogo contra os Clippers foi uma bela amostra da brutalidade: além do time de Los Angeles ter Kawhi Leonard e Paul George para anular o perímetro rival, eles ainda colocam gente como Patrick Beverley para ser a cereja do bolo.

Em sua última temporada no Real Madrid, Doncic atuou em muitas partidas – passou de 60 – mas como estamos falando do basquete FIBA os números não são os mesmos, com ele ficando em média 25 minutos em quadra.

Nesta temporada ele tem 34 minutos de média por jogo. Multiplica isso por 82 jogos. Só de escrever isso já tive uma lesão no músculo peitoral.

Mas….

Vamos ser honestos: existe uma razão para Doncic estar jogando tanto. E ela tem tudo a ver com a frase seguinte: JJ Barea, Dorian Finney-Smith e Tim Hardaway são importantíssimos para nós.

Os Mavericks estão longe de ser um time que pode poupar um provável futuro MVP. Ainda mais com Kristaps Porzingis mostrando uma boa ferrugem por seus 18 meses longe da quadra. O letão até tem boas médias com 18,3 pontos e 9,2 rebotes por jogo, mas depois de um começo forte, o que era esperado está acontecendo: ele ainda tem problemas para converter quando precisa usar o aspecto físico e o problema que citamos acima, da temporada ser brutal, está pegando para o gigante.

Esses fatores explicam seus jogos 4 de 14 (Magic), 1 de 11 (Celtics) e 4 de 13 (Clippers) e de míseros dois pontos contra os Suns nesta sexta. Rick Carlisle está usando ele como uma ameaça no catch and shoot, abrindo raias para Doncic penetrar e tentar a cesta ou um passe para uma bola de três. É uma boa ideia enquanto Porzingis ainda ganha ritmo e músculo, mas claro que você não quer usar um jogador de quase 2,30m só nisso.

Enfim, esse elenco mais limitado faz os Mavs e Carlisle terem que usar Doncic 100% a todo momento. Não é à toa que ele é o playmaker, pontuador, pega rebotes e serve água no banco. Nesse quesito ele é um Steve Nash com mais vontade de pontuar.

A questão é: com 45-49 vitórias fica difícil dar o troféu de MVP. A não ser a temporada onde se cometeu o absurdo de dar para Russell Westbrook. Então o mesmo que pode alavancar Doncic – talento limitado que obriga o esloveno a ser o cara – pode ser o que o tira o feito (menos vitórias).

Os concorrentes

Acho que vai ficar bem claro quem são os concorrentes na lista abaixo. E são os dois que disputaram o Scalabrinão de Ouro na temporada passada.

Então para finalmente responder a pergunta do título: ele não precisa apenas manter esse ritmo, já que Giannis também está enchendo o box score e James Harden está com uma performance ofensiva que não é vista desde… olha, sei lá.

Doncic precisa continuar com a bola nas mãos, jogar boa parte da temporada, não perder o ritmo, que seus companheiros aumentem um pouco o desempenho, mas não o suficiente para tirar arremessos e brilho do esloveno, os Mavericks precisam alcançar pelo menos 50 vitórias – difícil – e que Giannis e Harden não sigam destruindo tudo.

Na minha opinião Luka Doncic é o terceiro na corrida pelo MVP neste momento. Talvez segundo se você me convencer que Harden é um maldito que destrói o basquete.

Segunda Prévia:

Gordon Hayward, Giannis, LaMarcus Aldridge, Paskal Siakam, James Harden, James Harden, Giannis, Trae Young, James Harden (4), Bradley Beal, Jrue Holiday, Paul George, Buddy Hield, Luka Doncic, LeBron James, Luka Doncic, Brandon Ingram, Luka Doncic, Zach LaVine, Luka Doncic (5), Giannis (5), Kawhi Leonard, Kemba Walker e Luka Doncic (6)

Primeira Prévia:

Fred VanVleet, Andre Drummond, Giannis Antetokounmpo, Karl-Anthony Towns, Trae Young, Damian Lillard, Joel Embiid, Anthony Davis, James Harden, Kawhi Leonard, LeBron James, Giannis, Luka Doncic e Devin Booker.

Comments
To Top