NBA

NBA anuncia que logo da Kia estará nos uniformes do All-Star Game; confira manchetes

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Os patrocínios nas camisas de joga finalmente invadiram a NBA. Ok, é apenas na camisa do All-Star Game, mas a dinastia da beleza dos uniformes americanos começa a mudar.

Segundo apurou o periódico Wall Street Journal, após anos de discussão, a NBA teria liberado a marca de automóveis KIA para patrocinar a camisa de jogo do All-Star Game, a partir da próxima temporada. O contrato é válido até a temporada 2017/18.

A WNBA possui logos e patrocínios nas camisas desde 2009 e, em tempos de crise, a publicidade tem crescido e chamado mais atenção até que o nome da equipe. Segundo apurado pela reportagem do jornal americano, o espaço disponível para publicar uma marca será de duas polegadas e meia (seis centímetros).

Austin Rivers é multado por agressão a torcedor

A NBA determinou nesta quinta-feira (29) uma multa de 25 mil dólares para o armador do Los Angeles Clippers, Austin Rivers, por agredir fisicamente uma torcedor na partida contra o Sacramento Kings. Segundo o jornal USA Today, Rivers teria arremessado um assento em direção às arquibancadas e acertado uma mulher. O ato teria causado contusões nas mãos e nos olhos da torcedora. O jogador vai recorrer da decisão.

Pelicans abrem mão de Nate Robinson para ir atrás de Toney Douglas

A luta por uma vaga nos playoffs deve mexer com o elenco do New Orleans Pelicans neste ano. Depois de começar a temporada com duas derrotas (Golden State Warriors e Portland Trail Blazers), a equipe decidiu investir em outras peças do mercado e dispensou o armador Nate Robinson, de 31 anos. Segundo informações do repórter Marc Stein, da ESPN.com, os Pelicans estariam interessados em Toney Douglas para a vaga. Tony recentemente saiu do Indiana Pacers. Robinson se despede do elenco sem ter pontuado nas duas partidas que participou, tendo atuado um total de 23 minutos.

“Eu não dou a mínima para os Clippers”, dispara Mark Cuban

Embora a pós-temporada não tenha sido fantástica para o Dallas Mavericks e para Mark Cuban, a temporada 2015/16 poderia começar melhor se a equipe não tivesse passado pela turbulenta negociação de DeAndre Jordan. Histórias passadas, as equipes se enfrentaram nesta quinta-feira (confira os resultados) e segundo informações do repórter Dan Woike, as mágoas com a franquia da Califórnia continuam para Cuban, ou será que não? “Você pode mudar o presidente, você pode mudar os jogadores, mas os Clippers continuam sendo quem eles eram 30 anos atrás”, declarou o dono dos Mavs. “Eu não dou a mínima para o Clippers.”

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top