Mundial 2014

Com segundo tempo espetacular, Brasil massacra Argentina e está nas quartas do Mundial

(Foto: Reprodução/FIBA.com)

(Foto: Reprodução/FIBA.com)

Outra vez um 7 de setembro foi importante para a Seleção Brasileira de basquete. Em 2010, neste mesmo dia, a Argentina eliminou o Brasil, que tinha surpreendido a todos naquele Mundial, quando quase venceu os Estados Unidos na estreia. Agora, quatro anos depois, é o Brasil quem elimina os argentinos de uma Copa do Mundo.

Nesta noite de domingo, o Brasil fez um segundo tempo impecável e bateu a Argentina por 85 a 65. Foi uma pequena vingança por todas as vitórias que essa geração de ouro da Argentina teve contra o Brasil. Agora, nas quartas-de-final, a Seleção Brasileira encara a Sérvia, mesmo adversário que venceu na primeira fase.

Raulzinho foi o grande cestinha da partida. O reserva saiu do banco para anotar 21 pontos, acertando 9 de 10 arremessos de quadra tentados. Anderson Varejão também se destacou. O pivô do Cleveland Cavaliers quase fez um duplo-duplo com oito pontos e nove rebotes.

Pelo lado argentino, Pablo Prigioni foi o maior pontuador. O armador anotou 18 pontos, acertando três bolas de três pontos. Luis Scola foi muito bem marcado e não conseguiu grandes números. O pivô anotou nove pontos e pegou sete rebotes.

A Argentina começou com tudo no primeiro quarto. A defesa do Brasil deu espaços e os argentinos aproveitaram para acertar os arremessos de três pontos, que deram uma boa vantagem no placar (21 a 13).

Porém, a partir do segundo quarto, a defesa brasileira melhorou e o ataque continuou funcionando. Raulzinho, que extava no banco, entrou e foi um dos principais motivos para a melhora do time. Assim, o Brasil foi se recuperando e diminuiu a desvantagem para apenas três pontos (36 a 33) no final do segundo quarto.

Após o intervalo, a defesa brasileira melhorou ainda mais e os arremessos de três pontos do Brasil começaram a cair, fazendo com que os comandados de Rúben Magnano virassem o placar e ainda abrissem oito pontos de vantagem (57 a 49).

No último período, a Argentina até tentou uma recuperação, mas o Brasil continuou impecável. Com Raulzinho comandando o ataque, a Seleção Brasileira chegou a abrir incríveis 20 pontos de vantagem no quarto. Assim, o Brasil só administrou a partida nos minutos finais e venceu pelo placar de 85 a 65.

Comments
To Top