Mundial 2014

Com mais um show, Estados Unidos vencem Sérvia na final e conquistam o quinto título Mundial

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

Nesta tarde de domingo, 14 de setembro, a seleção dos Estados Unidos, como esperado, conquistou seu quinto título do Mundial de Basquete. Com uma vitória tranquila na final por 129 a 92 contra a Sérvia, os norte-americanos se igualaram a extinta Iugoslávia como o maior vencedor da competição.

Kyrie Irving foi o cestinha da partida. O armador anotou 26 pontos e deu quatro rebotes. James Harden também brilho. O ala fez 23 pontos e pegou três rebotes. DeMarcus Cousins saiu do banco e quase conseguiu um duplo-duplo. O pivô marcou 11 pontos e pegou nove rebotes.

Nemanja Bjelica foi o grande nome sérvio na decisão. O ala fez 18 pontos, deu quatro assistências e pegou três rebotes. Nikola Kalinic também se destacou com 18 pontos. O armador Milos Teodosic, que vinha brilhando no Mundial, foi bem marcado e conseguiu anotar apenas 10 pontos e dar sete assistências.

A decisão no Palacio de Desportes de Madrid começou bem disputada. A boa rotação sérvia confundiu os estadunidenses, fazendo com que os europeus chegassem a abrir 15 a 7 ainda no primeiro quarto. Porém, Mike Krzyzewski parou a partida com um tempo e reorganizou seu time. Assim, sem dificuldades, os norte-americanos viraram o marcador e terminaram o período com uma vantagem de 14 pontos (35 a 21).

O segundo quarto começou como acabou o primeiro. Os arremessos de três pontos dos Estados Unidos estavam caindo, enquanto os dos sérvios não. Além disso, a defesa estadunidense começou a brilhar e parar o ataque adversário. Deste modo, a primeira metade da final acabou praticamente definindo o jogo, os estadunidenses venceram por 67 a 41.

Após o intervalo, a Sérvia começou a crescer de produção nos tiros de longa distância, mas nem isso adiantou. Irving estava a vontade em quadra, conseguiu marcar Teodosic com eficiência e ainda sobrou no ataque. Outra vez, os estadunidenses venceram o quarto e foram para o último período com uma diferença de 32 pontos (91 a 59).

Com o jogo decidido, a equipe norte-americana começou o “show time”. O time afrouxou a defesa, que é o grande forte da seleção, e priorizou as jogadas de efeito no ataque. Mesmo com o grande espetáculo dos Estados Unidos, a torcida também aplaudiu os jogadores sérvios, que surpreenderam neste Mundial. No final, a partida terminou 129 a 92, um verdadeiro baile dos Estados Unidos, que culminou no quinto título do país na competição e a seleção ainda quebrou o tabu de nunca ter conseguido vencer dois Mundiais seguidos.

Comments
To Top