NBA

Markelle Fultz ficará afastado de três a seis semanas com problema no ombro

markelle fultz 76ers

Crédito: Instagram/reprodução

A NBA gosta de novelas, seja de jogadores que não estão pensando muito a longo prazo em suas franquias atuais, discussões entre atletas de times diferentes ou troca de treinadores. Outra novela, e esta de grande popularidade, é a carreira de Markelle Fultz. A escolha número 1 do Draft de 2017 foi diagnosticado com Neurogenic Thoracic Outlet Syndrome.

Médicos seguidores do Quinto Quarto, por favor, ajudem.

Para colocar em palavras bastante leigas, o jogador tem uma síndrome que comprime os nervos e artérias (ou veias) do pescoço até a região da axila. Segundo seu agente e advogado, Raymond Brothers, o jogador consultou 10 médicos – com a presença de representante do Philadelphia 76ers – e fará tratamento para resolver esse problema, o que deve afastá-lo das quadras de três a seis semanas.

O escolhido é uma reabilitação que não necessita cirurgia. Esse processo será feito na cidade de Los Angeles.

“As pessoas diziam que o problema era mental e não é. Não tem como você ser a escolha número 1 do mundo e de repente você não consegue consistentemente levantar seus braços para arremessar uma bola. Fisicamente há algo errado. E agora temos a resposta para o problema”, disse Brothers.

O agente e Fultz tinham comunicado os 76ers no fim de novembro que dariam um tempo para ver o que estava de errado. Antes disso, o armador estava jogando como titular e mostrava o mesmo problema que na temporada passada: nenhuma aptidão para arremessar de forma eficiente de média e longa distância e até rotinas e arremessos bizarros na linha do lance livre.

Desde que foi escolhido pelos 76ers, Markelle Fultz passou por um turbilhão, com seu arremesso e mecânica sendo analisados a todo momento, já que na universidade ele se destacou pelo seu poderio ofensivo e mais de 40% de média nos arremessos de três.

Vamos ver se ele consegue se integrar ao elenco dos 76ers depois da recuperação e ter seu arremesso de volta. A novela continua.

Comments
To Top