Lance Livre

Lance Livre: LeBron wadeando, guerreiros matando, mágica chegando e Scalabrine bombando

Crédito: Instagram/reprodução

Crédito: Instagram/reprodução

Esta é a segunda Lance Livre da NBA nesta temporada 15/16, com um ligeiro atraso no ar. Desculpe-me, mas foi tudo planejado, para poder ver e falar sobre Golden State Warriors e Los Angeles Clippers, dois duelos de invictos até a partida e que podem perfeitamente fazer a final do Oeste.

Ok, não foi por isso que atrasei. Vamos aos tópicos.

LeBron wadeando

Quatro anos e poucos meses atrás o mundo era bonito. A final da NBA entre Miami Heat e Dallas Mavericks tinha acontecido e os Deuses do basquete proporcionaram um orgasmo para os fãs. Veja bem, eu não odeio LeBron, mas a combinação abandono de Cleveland e seus fãs alguns meses atrás + performances pífias do camisa 6 + soberba exacerbada + derrota do Heat nas finais +  vitória e coroação do mito Dirk Nowitzki, o alemão mais gente boa desde…. sempre, foi demais para nossos corações.

Pois bem, é mais do que noticiado, senso comum e alardeado que naquela offseason Dwyane Wade chegou para LeBron e falou “tio, esse time agora é seu”. Deu certo. E claro que LeBron ia se lembrar disso. E lembrou pouco tempo depois de perder mais uma final.

“Nós vamos usar Kevin como ele quiser ser usado. Eu disse Kevin que ele será nosso foco principal. Ele terá uma bela temporada. Ele vai voltar ao status de All-Star.”, disse LeBron. “Ele é o ponto focal para nós ofensivamente. Eu sei que eu consigo o meu (número de pontos e rebotes) quando preciso. Mas eu preciso que Kevin seja agressivo como foi hoje (na vitória contra os Grizzlies) e quando ele pega rebotes como fez hoje, os arremessos vão surgir para ele.”

Kevin Love não é LeBron James. Nem Dwyane Wade. Mas carregou o ataque dos Timberwolves por anos e ofensivamente é uma das melhores armas da liga. LeBron realmente vai conseguir seus 20 pontos por noite, mas se Kevin Love conseguir 22, esse time fica osso duro de roer.

Love em 14/15, estatística por 36 minutos*: 17,5 pontos, 13,5 arremessos tentados, 5,6 bolas de três arremessadas

Love em 15/16, estatística por 36 minutos: 21,3 pontos, 17,3 arremessos tentados e 7,2 bolas de três arremessadas.

Obviamente o fato de uma linha ter 75 jogos como parâmetro e a outra cinco distorce um pouco os números, mas são 4 arremessos a mais tentados no mesmo período de tempo (36 minutos) e quatro pontos a mais, o que indica claramente que Love está sendo mais agressivo. E mantendo os mesmos percentuais de acerto, como está fazendo, sua produção ofensiva será muito maior.

Curiosamente, para Cleveland vencer, LeBron precisará ser menos LeBron e deixar Kevin Love ser mais Kevin Love. Assim como Dwyane Wade deixou de ser Dwyane Wade 100% para LeBron ser mais LeBron. E nem citei Kyrie Irving. Que loucura, amigooos.

*usei a estatística “média a cada 36 minutos” porque as médias por jogo, analisadas a seco, podem ser enganadoras. Love mesmo: na temporada passada ele jogou dois minutos em média a mais que nestes cinco jogos. E nos tempos de Timberwolves ele chegou a jogar oito minutos a mais em média, fazendo uma comparação de média por jogo com os tempos atuais completamente injusta. Caso você jogue mais, obviamente você deve fazer mais pontos, pegar mais rebotes e correr mais, a menos que você seja Kendrick Perkins. Ai conceitos matemáticos não se aplicam.

Como Westbrook e Durant se encaixam

A conversa do tópico acima faz um link direto com esta conversa aqui. Enquanto LeBron abre um pouco o seu direito de propriedade dos Cavaliers, em Oklahoma City nós temos dois reis para um feudo. Dois caciques para uma tribo. Dois Steve Jobs para uma só Apple. Enfim.

Isso funciona? Bom, Kobe Bryant e Shaquille O'Neal venceram três títulos juntos. Westbrook e Durant não se odeiam pelo menos, mas isso pode parar o desenvolvimento de uma equipe, no caso específico, o Thunder? NÚMEROOOS (clique na imagem para aumentar)

Westbrook e Durant

Resposta: os dois se equilibram muito ofensivamente.  Não tenho a mínima ideia se isso, de não ter O CARA, é positivo ou negativo. E ninguém tem. E quem disser que tem está mentindo. O Thunder não venceu um título até agora porque:

  • O banco sempre foi uma piada. Derek Fisher já foi um dos principais reservas da franquia em plena pós-temporada. Com 40 anos só de NBA nas costas.
  • Existia um jogador do banco que não era uma piada. Não só ele não era uma piada como era um All-Star. E foi trocado por um saco de Fandangos e um Guaraná Jesus texano para ser um All-Star quase MVP em Houston.
  • Kendrick Perkins
  • Lesões sérias de Westbrook (joelho) e Durant (pé)

Guerreiros matando

Eu avisei na Lance Livre passada que os Warriors podiam ser ainda mais destrutivos para os sentimentos das outras 29 franquias da NBA. E eles estão sendo. Fazer 119 pontos em uma das melhores defesas da liga e permitir que eles só façam 69 pontos, pontuação de time da WNBA, é de uma sacanagem descomunal. E Stephen Curry é simplesmente imparável. Ele juntou a habilidade de Isiah Thomas no drible com o tiro de três de Larry Bird.

Ontem veio a quinta vitória em cinco jogos, dessa vez contra os Clippers, que provocaram e provocaram na offseason dizendo que os atuais campeões tiveram sorte de não cruzar com Spurs e eles mesmos na pós-temporada. Pois bem, eles podem perfeitamente se cruzar na pós-temporada dessa vez. E eu coloco minha casa na mão da casa de apostas nos Warriors. Só uma coisa para essa equipe: Draymond Green assassinar sem querer Stephen Curry e ir preso.

SÓ.

Crédito: Instagram/reprodução

Crédito: Instagram/reprodução

Orlando está crescendo

Como pode uma equipe 1-4 estar nesta seção? É muito simples.

As casas de apostas, para equilibrar os jogos, concedem um handicap. Funciona assim: eles dão pontos para o time mais fraco e você soma esses pontos dados ao placar real. Exemplo.

Jogo de abertura: Washington Wizards x Orlando Magic. As casas de apostas deram 4 pontos (+4) para o Magic e tiraram 4 dos Wizards (-4). Caso você aposte no Magic +4 e o placar seja 88 a 87 para os Wizards, você ganhou a aposta, porque o placar para a casa de apostas foi 91 a 88 para o Magic. E foi isso que aconteceu.

E nos outros quatro jogos.

  • Orlando Magic x Oklahoma City Thunder: Thunder -8. Thunder venceu na prorrogação por três
  • Chicago Bulls x Orlando Magic: Bulls -8. Bulls venceram por cinco.
  • New Orleans Pelicans x Orlando Magic: Pelicans -3. Magic venceu por nove.
  • Houston Rockets x Orlando Magic: Rockets -8. Rockets venceram por cinco na prorrogação

Ou seja, o Magic está superando expectativas até das casas de apostas, que estudam os jogos como japoneses estudam engenharia. Algumas (poucas) bolas que entram e a equipe podia estar 4-1. E no jogo contra o Thunder, que foi um épico, a equipe chegou a vencer por 17 e em um lance completamente cagado e genial de Russell Westbrook o jogo vencido foi para a prorrogação para ser perdido.

Pesou também a imaturidade. Também pudera:

Evan Fournier, 23 anos

Elfrid Payton, 21 anos

Tobias Harris, 23 anos

Aaron Gordon, 20 anos

Victor Oladipo, 23 anos

Nikola Vucevic, 25 anos

Esses são os principais jogadores. Mais o talentoso Mario Hezonja, 20 anos, quinta escolha do Draft deste ano. Anote no seu caderno do Ben 10 ou da Hello Kitty: se esse time não for top 4 do Leste em dois anos…. eu não faço nada. Só ficarei bem desapontado.

Scalabrine bombando

O público está amando nosso troféu diário, presente em todos nossos resumos dos jogos da noite da NBA (confira). Recebemos cartas, telegramas e outras formas de contato incríveis, glorificando o mito que dá nome ao troféu. Pois bem, no fim da temporada, nós daremos o Scalabrinão de Ouro para quem mais teve menções honrosas durante a temporada regular. E até agora, não a toa, é o MVP que lidera, junto com o encapetado Russell Westbrook.

27/10 – Stephen Curry

28/10 – Russell Westbrook

29/10 – Blake Griffin

30/10 – Russell Westbrook

31/10 – Stephen Curry

01/11 – LaMarcus Aldridge

02/11 – James Harden

03/11 – Andre Drummond

04/11 – Bradley Beal

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top