NBA

James Harden toma conta do jogo mas Houston perde para GS Warriors

Créditos: Reprodução/Twitter

Créditos: Reprodução/Twitter

Com um jogo bem imprevisível e pouco dominante, o Golden State conseguiu segurar a vitória pra cima do Houston Rockets por 99 a 98.

A maneira como o Golden State entrou em quadra com Draymond Green, Andrew Bogut, Harrison Barnes, Klay Thompson e Stephen Curry foi bem impactante. O time se preocupava em abrir largas vantagens enquanto ninguém estava cansado, usar Stephen Curry e Thompson. A ideia era abrir vantagem para quando o time reserva entrar, simplesmente conter o  Houston depois e fazer um trabalho de contra-ataque. Porém, Howard, James Harden, Josh Smith, Jason Terry e Trevor Ariza provaram que iriam segurar o placar o máximo possível e esperar para a sua hora de assumir o controle da partida.

Ao entrar em quadra, os Warriors já começaram de maneira diferente. O jogo foi focalizado embaixo do poste com Andrew Bogut e Draymond Green. Steve Kerr forçou o jogo dentro da pintura para inibir Dwight Howard, fazendo com o que o pivô se excedesse como de costume e saísse de quadra. Foi uma tentativa falha neste ponto de vista, porque não fez este efeito desejado, porém, muito importante, porque Bogut conseguiu anotar 10 pontos só no primeiro quarto e tirar um pouco do peso em Stephen Curry. E o perímetro ficou mais fácil, Curry acertou 4 bolas de 6 tentativas no perímetro e converteu as três, anotando 15 pontos no total ao final do primeiro quarto.

Demorou um pouco para Kevin McHale perceber a maneira como Golden State joga. No primeiro quarto, o time de Oakland abriu uma diferença de 19 pontos que só foi recuperada no segundo quarto. A situação é simples: Golden State joga na transição ofensiva. Um jogo simples, que envolve muita mudança de posição, de marcadores e uma maior rapidez. A chave para conter o estilo de jogo, foi mostrada por Pablo Prigioni no segundo quarto. O jogador apareceu pouco em quadra, só 7 minutos em quadra porque não conseguiu pontuar, mas, apesar das bolas chutadas de maneira precipitada, Prigioni deixou claro que o jeito era usar os 24 segundos para conter Golden State e trabalhar o contra ataque.

Por isso Houston conseguiu bater os Warriors por 27 a 19 no segundo quarto. Harden e Howard apareceram muito bem e mostraram porque o time dos Rockets estava na final da melhor conferência da NBA. O jogo foi para o segundo tempo empatado e Houston estava no jogo, não tinha como ceder a vitória depois da maneira em que Harden estava em quadra e Howard atingindo já o duplo duplo. A questão principal foi que os outros jogadores não compareceram, nem Trevor Ariza que costuma ajudar a dupla participou tanto jogo, só anotou 7 pontos e 6 rebotes.

Essa falta de suporte deu margem aos Warriors para abrir o jogo no terceiro quarto. Stephen Curry voltou a acertar algumas bolas de 3 pontos, Shaun Livingston não errou um chute se quer e anotou 8 pontos, Klay Thompson voltou acertar algumas bolas, desta vezes dentro do arco já que de 3 estava impossível (1-7 em tentativas). O time engrenou, Bogut continuou acertando bolas dentro da pintura e Draymond Green se inflou em quadra: começou a passar bem a bola para Klay Thompson e Harrison Barnes que ajudou o time a contecer o Houston, quase terminou com um triplo duplo (12 pontos, 7 assistências e 8 rebotes).

Todavia, Harden e Howard continuaram insanos, até o fim do jogo. Harden terminou com 38 pontos, 10 rebotes e 9 assistências, Howard fez 19 pontos e 17 rebotes. Só eles, fizeram mais pontos que o time inteiro em rebotes e pontos. Nem essa nitidez no ataque fez com que Golden State segurasse o Houston. Até o fim do jogo, mesmo com um déficit de 7 pontos nos 2 minutos finais da partida, os Rockets não desistiram.

Ai foi o ponto principal da partida. Bola para Stephen Curry, após um turnover do próprio jogador, 24 segundos. A dupla marcação chega no jogador, ele passa para Green que vê Harrison Barnes sozinho. A bola chega no ala, o jogador tenta uma bandeja por baixo da cesta e não consegue. Harden pega seu 10 rebote, avança no contra-ataque. O jogador tem 8 segundos, em 3 segundos chega ao perímetro e não chuta. Para no lugar, tenta infiltrar, não consegue, volta para o perímetro (já estamos em 2 segundos para o fim do jogo) e acontece o imprevisto… O jogador PERDE a bola entre as pernas. A cena foi lamentável para uma partida tão excepcional que o jogador tinha feito, mas é de se entender, estava bem cansado.

Créditos: Reprodução Twitter

Créditos: Reprodução/Twitter

Um erro que custou a série em 2 vitórias a 0 para o Golden State. Os Rockets agora jogam em Houston e precisam ganhar os próximos dois jogos para dar tranquilidade de novo ao time. Uma estatística ai curiosa é que em 1994 e 1995, quando o Houston Rockets foi bicampeão, nos dois anos, o time veio de viradas neste cenário de 2-0 nos playoffs, ambos para o Phoenix Suns de Charles Barkley. É um sinal para quem acredita em superstição.

Stephen Curry terminou o jogo com 33 pontos e bateu o recorde de mais jogos consecutivos nos playoffs com mais de 5 cestas de 3 pontos. Foi uma atuação em massa do jogador, mas que deu um susto na torcida com suas 6 perdas de bola. O jogador pareceu nervoso em alguns momentos durante o jogo, porém deu conta do recado.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top