NBA

Hornets, Pistons, Magic, Heat e Grizzlies agitam janela de trocas da NBA

Captura de Tela 2016-02-17 às 01.20.57Há dois dias do final do período de trocas da NBA, times da liga já começam a se movimentar para conseguir reforços para uma corrida aos playoffs, ou para liberar espaço na folha salarial visando as próximas temporadas.

Os primeiros times a anunciaram trocas foram o Detroit Pistons e Orlando Magic. Em uma troca envolvendo apenas jogadores, o time da terra do Mickey recebe Brandon Jennings e Ersan Ilyasova em troca de Tobias Harris.

O novo jogador dos Pistons recebeu enorme contrato de US$64 milhões para quatro anos na última intertemporada, porém não se provou o grande jogador que o Magic esperava que ele se tornasse. A troca serviu para que o time se livrasse do contrato, e ainda recebesse dois jogadores baratos e que irão garantir profundidade no elenco do time: Jennings tem contrato apenas até o final do ano enquanto Ilyasova tem contrato até 2017, mas só com US$400.00 garantidos. Com a chegada dos dois, Scott Skiles poderá mexer mais na rotação de armação com Jennings, Victor Oladipo e Elfrid Payton, e terá em Ilyasova um bom chutador de três pontos, com aproveitamento de 36%.

No caso dos Pistons, a chegada de Harris pode se tornar um fator fundamental para a corrida do time aos playoffs. Atualmente em nono lugar do leste, os Pistons apostam na recuperação de um jogador que mostrou no ano passado ser um enorme talento, com bom aproveitamento no perímetro e capaz de acertar bolas para vencer partidas. Se a aposta se mostrar acertada, os Pistons recebem um ala-pivô (capaz também de jogar na posição três) para os próximos anos.

A outra troca do dia aconteceu entre Miami Heat, Memphis Grizzlies e Hornets, que acabou levando Courtney Lee para o time de Charlotte. Em troca, os Grizzlies receberam P.J. Hairston, Chris Andersen e quatro escolhas de segunda rodada (duas do Heat e duas dos Hornets). Já o Heat ficou com o armador Brian Roberts.

O grande vencedor da troca foi o time de Charlotte, que consegue um bom jogador em Courtney Lee, capaz de dar tranquilidade ao time na defesa, e se mostrou ser um bom arremessador, tudo isso abrindo mão de dois jogadores medianos e duas escolhas de segunda rodada.

A primeira vista, os Grizzlies parecem ter se saído mal na troca, porém uma analise mais calma mostra o sentido do movimento para o time de Memphis. Mike Conley se tornará free agent ao final dessa temporada, e o time precisava limpar espaço na folha salarial. Já com a chegada de Chris Andersen mostra que o time ainda tem esperanças nessa temporada com o “Birdman” podendo servir como tapa buraco na ausência de Marc Gasol que pode chegar a até quatro meses. Já as quatro escolhas de segunda rodada mostram que se o time seguir o caminho da reconstrução, tem boas moedas de troca.

Mais quieto na troca foi o Miami Heat, que salvou dinheiro para diminuir o estouro no teto salarial da equipe – passou de mais de US$ 5,6 milhões acima do teto para US$ 3,5 milhões – e ganhou em Brian Roberts um substituto para Tyler Johnson, que lesionou o ombro e não volta mais para essa temporada.

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

To Top