NBA

Fastbreak: Larry Bird confirma saída, Iguodala e Barnes preferiam Clippers e mais

Larry Bird Pacers

Crédito: Instagram/reprodução

Fastbreak: jogo rápido com notícias importantes do mundo da NBA

– Larry Bird confirmou nesta segunda que está mesmo deixando o cargo de presidente do Indiana Pacers, passando o bastão para Kevin Pritchard, que trabalha na franquia há cinco anos. Diferentemente de 2012, quando deixou o cargo por um problema nas costas, a lenda do basquete dessa vez não está se afastando por causa de saúde e sim por escolha mesmo. Essa decisão foi feita antes desta temporada, mas só vazou na última semana. Ele continua na franquia como consultor e olheiro.

Bird não se pronunciou sobre o grande problema dos Pacers, que é a situação de Paul George. Após ser varrido pelo Cleveland Cavaliers, a equipe mostrou que não está perto de disputar um título e George já mostrou impaciência. Mas Pritchard afirmou que se encontrou com a estrela da franquia para conversar sobre o futuro, que segue indefinido, já que o contrato do camisa 13 termina na próxima offseason e boatos de troca já surgiram na última janela.

– Andre Iguodala e Matt Barnes disseram que preferiam enfrentar o Los Angeles Clippers ao Utah Jazz nas semis da Conferência Oeste. Mas a razão apresentada por eles não foi evitar Rudy Gobert ou encarar um time que é freguês, e sim a noite noturna de Salt Lake City e a falta de clima de playoffs em comparação com Los Angeles.

Barnes: “Não há vida noturna em Utah. Obviamente como jogadores, você quer um pouco de vida noturna, mas o foco principal é vencer jogos”.

Iguodala: “O problema com Utah é que você fica sentado e sua mente fica morta, porque em L.A. você ainda tem a energia do jogo. Porque em L.A. você fica ‘cara, esta é a vibração em L.A.’, mas em Utah, você fica entediado e tem que ficar se animando para o jogo”

– O ala-pivô Markieff Morris, do Washinton Wizards, sofreu uma entorse no seu tornozelo no jogo 1 do duelo contra o Boston Celtics, que terminou com derrota de seu time. A lesão na perna esquerda impediu que ele voltasse para o jogo, mas se você acha que no jogo 2 ele não estará lá, bem…

“Com certeza. Sem dúvida (se vai atuar). Não está quebrado. É assim que sou”, disse Morris. O treinador Scott Brooks não se pronunciou sobre o tema.

 

 

Comments
To Top