NBA

Fastbreak: Durant se desculpa, Collins nos Bulls, contrato de Plumlee

Kevin Durant Warriors

Crédito: Instagram/reprodução

Fastbreak: jogo rápido com notícias interessantes do mundo da NBA

– Kevin Durant teve que pedir desculpas ao Oklahoma City Thunder e seu treinador Billy Donovan por causa do Twitter. Em resposta a um usuário da rede social, o camisa 35 dos Warriors, falando na terceira pessoa, disse que “não gostava da organização (Thunder) e jogar para Billy Donovan” e que o time era só ele e Russell Westbrook.

No primeiro momento parecia que Durant teria um perfil fake na rede social mas na hora de responder, confundiu os perfis e acabou respondendo com seu oficial, logo apagando os comentários. O jogador negou isso, mas pediu desculpas, dizendo que seu comportamento foi “idiota”.

– Doug Collins vai voltar ao Chicago Bulls. Treinador do time por três anos na década de 80, Collins treinou Michael Jordan e chegou a uma final de conferência com a equipe, antes de dar lugar a Phil Jackson e este ganhar seis títulos. O ex-treinador e comentarista da ESPN ocupará uma vaga de consultor sênior, ajudando na construção de elenco da franquia, posição que com certeza vai ocupar ele muito, tendo em vista que o elenco atual dos Bulls é fraco.

– Joel Embiid, pivô do Philadelphia 76ers, ainda não foi liberado para fazer exercícios de quadra inteira, 5 contra 5. O jogador operou o joelho e atuou em apenas 31 partidas na temporada passada, a sua primeira como profissional depois de perder seus dois anos iniciais por causa de uma contusão no pé. Os Sixers vão ser bastante cautelosos com seu melhor jogador.

– Trocado para o Denver Nuggets em fevereiro, na negociação que levou Jusuf Nurkic para o Portland Trail Blazers, Mason Plumlee nem saiu do hotel para achar uma casa na cidade. Agora ele vai poder fazer isso, já que a equipe do Colorado ofereceu um contrato de três anos e US$ 41 milhões, aceito pelo jogador, que deve sair do banco.

– O veterano Dante Cunningham vai continuar no New Orleans Pelicans. O ala-pivô assinou contrato de um ano e US$ 2,3 milhões para continuar na equipe e reforçar o banco de reservas, podendo ajudar as estrelas Anthony Davis e DeMarcus Cousins em situações específicas e para estes pouparem as pernas também.

Comments
To Top