NBA

Dwyane Wade diz que na free agency o que mais importa é a relação dos jogadores

Rose Butler Wade Bulls

Crédito: Instagram/reprodução

Dwyane Wade é um dos jogadores que mais teve sua carreira impactada pela free agency na história da NBA. Depois de 13 temporadas no Miami Heat ele usou a janela para assinar com o Chicago Bulls. E quando ainda estava na Flórida, a free agency permitiu que LeBron James e Chris Bosh fossem contratados pelo seu time, o que acabou rendendo dois títulos.

Portanto, quando Wade diz que quando a free agency começa, o que importa é a relação dos jogadores uns com os outros, ele sabe do que fala.

“Esta liga é sobre relações, relações de jogadores. Obviamente presidentes e general managers tem que colocar os times em quadra, mas quando começa a free agency, é a relação dos jogadores que mais importa. É onde um jogador quer ir, então você tem que ficar confortável para onde você tá indo e com quem você jogará. E isso começa um processo. Talvez você tenha relação com um cara, talvez não, então começa um processo quando as pessoas conversam e você vê no que dá”, disse o enigmático Wade.

Mas o ala-armador logo seria mais exato. Assim como ele, Wade, foi fundamental para James e Bosh desembarcarem no sul da Flórida, Jimmy Butler foi muito importante para o veterano jogar no time de seu estado natal.

“Se a estrela da equipe não conversa comigo, então não acho que ele está animado com minha chegada. Se Jimmy não tivesse ligado, então não viria para Chicago, porque  não acho que Jimmy me quisesse aqui. Mas Jimmy ligou e disse ‘D, eu quero que você venha’. É bem simples”, declarou Dwyane Wade.

Com nove vitórias e seis derrotas, os Bulls se beneficiaram dessa ligação. Já Miami, nem tanto.

Comments
To Top