NBA

Dwyane Wade deixa Heat e vai assinar com o Chicago Bulls

Dwyane Wade

Seis anos depois de quase deixar o Miami Heat para jogar na sua natal Chicago pelos Bulls, o ala-armador Dwyane Wade parece que finalmente vai ir até o fim. O repórter Adrian Wojnarowski, do site The Vertical, informou que Wade já tem tudo certo com os Bulls, que trocou Mike Dunleavy e Jose Calderon para abrir espaço no teto salarial.

Depois que a notícia vazou, o jogador liberou uma carta explicando a situação. “Essa não foi uma decisão fácil, mas sinto que fiz a escolha certa”, disse Wade

Ontem, o Quinto Quarto informou que o jogador e o Miami Heat estavam US$ 10 milhões distantes nas negociações, mas apesar de ter sentado na mesa com Denver Nuggets, Milwaukee Bucks e os Bulls, ainda se duvidava que o camisa 3 deixasse a Flórida.

Draftado em 2003 pela franquia, Wade ganhou três campeonatos da NBA em Miami e já tinha antes feito negociações duras com Pat Riley, antes dos dois lados se acertarem.

Mas parece que dessa vez, o ala-armador não abaixaria o seu valor, como fez antes, para continuar na franquia. O Heat ter priorizado Hassan Whiteside e depois Kevin Durant – o primeiro deu certo, o segundo não – pode ter feito Wade ser mais intransigente.

O dono do Heat, Mickey Arison, chegou a conversar com o atleta para apaziguar e resolver a situação, mas reconheceu a derrota e agradeceu ele em um tweet na noite desta quarta.

No fim, os Bulls ganharam o coração de Wade com uma oferta de dois anos e US$ 47 milhões, cinco milhões a menos que o Denver Nuggets tinha oferecido, com uma player option no segundo ano. Em Chicago ele poderá fazer um backcourt interessante com Rajon Rondo e Jimmy Butler e a equipe finalmente terá um pontuador nato, algo que faz falta desde os últimos anos da era Tom Thibodeau.

Comments
To Top