NBA

Donos de franquias e jogadores da NBA fecham acordo coletivo de trabalho; duração é de sete anos

NBA jogo game

Crédito: Instagram/reprodução

Depois das traumáticas negociações entre os donos das 30 franquias da NBA e o sindicato dos jogadores em 2011, que acabou gerando uma greve e 16 jogos a menos para cada equipe na temporada regular de 2011/12, as duas partes tiveram sucesso dessa vez em chegar a um acordo rapidamente. As bases do novo contrato coletivo de trabalho foram acertadas e ele terá duração de sete anos, segundo o repórter do The Vertical, Adrian Wojnarowski. O anúncio oficial foi feito logo depois.

Qualquer uma das partes tinha até esta quinta-feira para exercer a cláusula do acordo de 2011 que permitia sair do contrato antigo e renegociar alguns termos. Vale destacar que ambos os lados ainda podem discutir alguns pontos e que mesmo com o deadline apertado, a data oficial que faria o lockout começar seria só em junho de 2017.  No fim, ambos os lados concordaram em estender esse deadline até 13 de janeiro para retificar que tudo que foi colocado no papel está nos conformes.

Uma cláusula que permite qualquer um dos lados de sair do novo contrato e renegociar pode ser exercida após o sexto ano.

Há algumas semanas se espera a notícia do acerto e diversas das pautas que estavam sendo negociadas foram ganhando o noticiário, 2, tirando jogos da pré-temporada, para dar mais folgas entre os jogos aos jogadores e comissões técnicas  durante a difícil maratona de 82 partidas. Woj confirmou que essa ideia virou realidade no novo acordo.

Outra grande mudança vai ser no cheque dos jogadores, com um esperado aumento de 45% nos salários em média. Tanto os contratos dos calouros, ainda “tabelados”, mais o salário mínimo para veteranos e os contratos para as superestrelas, que podem em alguns casos passar a ter acordos de seis anos, serão “inflados” na nova CBA.

Uma das discussões que várias pessoas que acompanham a liga esperavam que acontecesse era acerca da validade e efetividade da regra “one and done” para os jovens jogadores. Hoje, para entrar na NBA, o atleta tem que estar há pelo menos um ano formado no High School, o que criou uma geração de valores que vão para a faculdade para jogar por apenas um ano e logo se disponibilizam para o Draft para se tornarem profissionais. Entretanto, os dois lados acabaram postergando esse assunto espinhoso para outra negociação.

Ainda segundo Wojnarowski, os dois lados têm que ratificar o novo acordo em suas assembleias. Mas isso não deve criar nenhum suspense, sendo uma mera formalidade.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top