NBA

David Stern diz que “pânico” de Mitch Kupchak impediu troca de Chris Paul para os Lakers

Mitch Kupchak

David Stern é o maior comissário da história da NBA e um dos maiores da história dos esportes americanos, sem dúvida nenhuma. Mas isso não quer dizer que ele não tenha algum esqueletos no armário. Para o torcedor do Los Angeles Lakers, o maior desses esqueletos é o veto à troca de Chris Paul para o time californiano por “razões de basquete”.

Só que Stern, em entrevista ao podcast Nunyo & Company, jogou a culpa em Mitch Kupchak, general manager dos Lakers na época e até o mês de fevereiro de 2017, quando foi demitido.

Antes da aspa, para quem não lembra ou acompanhava a NBA na época, aqui vai um breve resumo da história:

Chris Paul já era um dos maiores armadores da liga quando era o principal jogador do New Orleans Hornets. Só que seu time não conseguia decolar e ele avisou a equipe que não assinaria uma extensão, querendo testar a free agency. Na época, os Hornets tinham a NBA como dono, já que não havia interessados em comprar a franquia após George Shinn, ex-proprietário, ter vendido sua parte por causa de problemas financeiros.

Os Lakers, querendo aproveitar os últimos anos de Kobe Bryant, ofereceram uma troca. Paul iria para a Califórnia, Pau Gasol para o Houston Rockets e a franquia texana cederia Kevin Martin, Luis Scola, Goran Dragic e uma escolha de primeira rodada para os Hornets. Lamar Odom seria a última peça, saindo de L.A. para New Orleans.

O problema que surgiu é que Stern tinha um conflito de interesses, já que não só era comissário da liga mas também a pessoa responsável pelos Hornets. Ele vetou essa escolha como dono da franquia só que muitos consideram que o veto veio do “Stern comissário”, que não queria que os Lakers, que tinham vencido dois títulos seguidos recentemente, tivessem um dos melhores armadores da liga jogando com Kobe.

Mas Stern, anos depois dessa polêmica, trouxe outro elemento à tona.

“No decorrer do fim de semana, nós (Hornets) pensamos que poderíamos refazer o acordo. Nós realmente pensávamos que Houston estava pronto para se livrar de (Kyle) Lowry e nós tínhamos uma troca envolvendo Odom que poderia ter nos dado uma boa escolha de primeira rodada”, disse Stern.

“Mas Mitch Kupchak entrou em pânico e trocou Odom com Dallas. Então a peça não estava lá para nós usarmos a tempo”, declarou o ex-comissário.

O problema para Stern é que os Hornets trocaram Paul na semana seguinte para o Los Angeles Clippers para um pacote que no fim rendeu muito menos do que os jogadores citados acima poderiam ter feito.

Os Hornets receberam Eric Gordon (hoje nos Rockets), Chris Kaman (fora da liga), Al-Farouq Aminu (nos Blazers) e uma escolha de primeira rodada, que era dos Timberwolves, e resultou em Austin Rivers, que hoje está… nos Clippers, jogando com Chris Paul.

Comments
To Top