NBA

David Stern defende retirada de maconha medicinal da lista de substâncias proibidas

(Crédito: Reprodução/Twitter)

David Stern promoveu muitas mudanças e melhorias como comissário da NBA. Aposentado da função, ele continua dando pitacos e o último deles tem tudo para ser bastante comentado. Stern defendeu a retirada da maconha da lista de substâncias proibidas, desde que usada de forma medicinal.

Diversos estados americanos, como Colorado e Washington, permitem a venda da planta desde que com uso medicinal.

“Estou em um ponto pessoal que acho que provavelmente (maconha medicinal) deve ser retirado da lista de substâncias banidas.  Você me persuadiu”, disse Stern.

Você no caso é Al Harrington, ex-jogador da NBA e que se tornou um empreendedor nesse novo mercado da marijuana medicinal e defensor da ideia de que a planta seja retirada da lista. Comandando a entrevista com Stern para o site Uninterrupted, ele admitiu para o comissário que nos últimos três anos de sua carreira usou um derivado de marijuana por causa de dores após uma cirurgia de joelho mal-sucedida.

Na era de Stern, a lista de substâncias e os exames anti-doping ganharam importância, já que a liga nos anos 80 tinha, admitidamente, um problema com jogadores usando drogas, inclusive cocaína.

“Era conhecimento geral, até que impusemos regras mais rígidas, que muitos jogadores estavam fumando muita maconha. Na verdade, alguns jogadores nos disseram que ‘alguns estava chegando chapados para o jogo’. Mas nós começamos a endurecer porque era aceito que a maconha era uma droga inicial e que abria as portas para coisas mais pesadas”, disse Stern. Mas o ex-dirigente diz que essa percepção mudou e que a liga deve acompanhar.

Adam Silver, atual comissário, já disse que esse assunto será revisto e uma mudança pode vir nos próximos anos. Não duvide da influência de David Stern.

 

 

Comments
To Top