Cachorrada

Dante Cunningham é preso novamente após enviar ameaças por mensagens de texto

(Crédito: Divulgação)

(Crédito: Divulgação)

O pivô do Minnesota Timberwolves, Dante Cunningham, foi preso neste domingo pela segunda vez em menos de uma semana. Desta vez, o jogador é acusado de enviar mensagens ameaçadoras para a mesma mulher que ele teria agredido na última quinta-feira.

O caso foi registrado na madrugada de sábado para domingo em Medina, no Minnesota. Os policiais receberam um chamado às 3 horas da manhã para uma violação de ordem na casa da vítima. De acordo com a investigação, Cunningham enviou mensagens ameaçadoras para a mulher que teriam atingido um “nível terrorista”. O jogador entregou o seu celular e o seu computador para a polícia.

Dante está na mira da justiça norte-americana desde a última quinta-feira, quando uma briga entre ele e a mulher, com quem mora junto há 8 meses, virou caso de polícia. Após uma forte discussão, o jogador “arrombou a porta do quarto da casa e estrangulou a mulher por 20 segundos antes de ir embora”. O pivô foi detido e liberado na manhã seguinte por meio de uma multa de US$ 40 mil.

Depois do triste episódio, Cunningham entrou em quadra contra o Orlando Magic na noite do último sábado, no lugar do contundido Kevin Love. A NBA não tem o direito de suspender o jogador sem que o inquérito da investigação esteja concluído. Os Wolves tiveram uma consulta com representantes legais da liga sobre a situação e aprovaram a participação do jogador na partida. “Conversei com Dante e ele disse que queria jogar, não vejo nenhum motivo para que ele não possa jogar nessa altura do campeonato”, afirmou o técnico de Minnesota Rick Adelman.

 

Comments
To Top