Lance Livre

Confira quais foram os destaques positivos e negativos desta primeira semana de NBA

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Após tanta espera, para a alegria dos fãs, a NBA voltou. Em uma semana, ela já nos frustrou e nos surpreendeu. Quem esperava um mal começou dos Cavaliers? Ou melhor, o que será do Thunder agora? Por outro lado, o Heat começou bem sem LeBron, hein? E os Grizzlies, que estão tendo o melhor começo de temporada da história da franquia, vão longe?

Vou começar tentando explicar o que acontece em Cleveland. Afinal, por que um time que tem LeBron James e Kevin Love não está invicto na temporada? A resposta é simples, falta entrosamento. As duas estrelas que chegaram mudaram radicalmente o estilo de jogo dos Cavaliers.

Na temporada passada era bola nas mãos de Kyrie Irving e Dion Waiters e torcer para o arremesso cair. Agora, as jogadas obrigatoriamente passam por James ou Love. Eles que são as referências.  Por enquanto, o “King” ainda não conseguiu se encaixar no esquema do time. Tanto que na última terça-feira, 4 de novembro, fez seu pior jogo em muito tempo na liga. O camisa 23 está se adaptando a esta função de ser o líder e a voz da experiência do grupo. Em diversas jogadas conseguimos ver a hesitação dele entre bater para dentro e tentar a cesta ou passar a bola.

O melhor LeBron que vimos sempre vai em busca da cesta, mas o atual está tentando mostrar que existe um time além dele, não quer ficar no velho papo do “LeBron e o resto”.  Enquanto isso, Love não está tendo problemas em ser ele mesmo dentro de quadra. Quando a bola vai para as mãos do pivô, ele não pensa duas vezes, tenta anotar seus pontos, por isso está tendo um bom início com a camisa dos Cavaliers.

Vale lembrar também que David Blatt está em sua primeira temporada na NBA como técnico, o que também prejudica o elenco, já que o comandante também está estreando. Além disso, o banco de reservas não tem ajudado. Tirando Tristan Thompson, os jogadores do banco de reservas não estão correspondendo com o esperado, principalmente os veteranos Shawn Marion e Mike Miller.

Resumindo, a temporada não começou bem, mas tem tudo para melhorar. Em no máximo um mês, LeBron já terá se encaixado no sistema do time e estará voando como sempre. A maior incógnita é em relação ao banco de reservas, se os jogadores que saírem do banco não ajudarem, o time vai se complicar.

Mais complicada que a situação dos Cavs é a do Oklahoma City Thunder. A franquia ficará sem seus dois melhores jogadores por um bom tempo, o que pode ser prejudicial para conseguir a classificação aos playoffs. Sem Kevin Durant e Russell Westbrook, o time fica comum, sem qualquer encanto.

Serge Ibaka não vai conseguir suas grandes partidas sem seus dois melhores companheiros. As contusões estão frustrando os planos do técnico Scott Brooks. Se a franquia continuar com tantas derrotas, a pós-temporada pode ficar muito longe. Afinal, vale ressaltar que a Conferência Oeste é bem mais difícil do que a Leste. São ao menos 10 franquias que vão disputar as oito vagas

A notícia boa para o Thunder é que alguns reservas vem se destacando. Reggie Jackson, por exemplo, vem se destacando com uma média de 18 pontos por jogo. Quando a dupla voltar, os problemas de vitórias vão acabar, só não pode ser tarde demais, senão Durant terá que esperar mais uma temporada para tentar conquistar seu primeiro anel de campeão.

Agora, vamos combinar, quem esperava um começo tão bom do Miami Heat? Acho que ninguém.  A franquia da Flórida já venceu dois times que estiveram nos playoffs na última temporada e parece que LeBron James já ficou no passado.

Chris Bosh está justificando seu aumento de salário. O pivô está chamando a responsabilidade e tem suas melhores médias de pontos (24,5) e rebotes (10,5) desde os tempos de Toronto Raptors.

Lógico, ainda está muito cedo, mas parece que o Heat não terá dificuldades para se classificar a pós-temporada. O problema é que, se Dwyane Wade não participar mais dos jogos, Bosh começará a ficar sobrecarregado. Como é começo de temporada, o pivô não está sentindo tanto o cansaço, mas, em maio do ano que vem, quando os jogos decisivos começam, ele irá sentir e muito o desgaste.

Dos três times ainda invictos, o que mais me impressionou foi o Memphis Grizzlies. Claro, o Houston Rockets e Golden State Warriors estão jogando muito bem, mas isso já era esperado por causa de seus elencos. Do Grizzlies eu já esperava um início tão bom. A franquia tem chego aos playoffs nas últimas temporadas, mas não é aquela que lidera a liga. É um time que prioriza a defesa e tem dificuldades no ataque. Por isso, não esperava um começo tão vitorioso, sendo esta a primeira vez na história que a franquia chega a quatro vitórias nos quatro primeiros jogos da temporada.

A dupla Marc Gasol e Zach Randolph está simplesmente espetacular. O espanhol está com médias superiores a 20 pontos por jogo e seu companheiro tem um duplo-duplo por partida. No momento, é a dupla de pivôs mais dominante da liga. Além de fazerem um grande papel na defesa, eles estão aparecendo muito bem no ataque.

O único problema do Memphis segue sendo a falta de bons reservas. Vince Carter chegou, mas ainda não está ajudando tanto quanto o esperado. Mesmo assim, os Grizzlies conseguiram vitórias importantes contra times que estiveram nos playoffs na temporada passada.

Como já frisamos, ainda é cedo para saber quem está dentro ou fora dos playoffs, mas vamos concordar que os acontecimentos desta primeira semana de NBA foram impactantes. Esta temporada 2014-15 promete ser uma das melhores e mais disputadas dos últimos anos.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top