NBA

Com gafe de Smith e apesar de heroísmo de LeBron, Warriors vencem jogo 1

Muito se falou nesta semana sobre o Cleveland Cavaliers ser tão azarão para o Jogo 1 das finais quanto o Philadelphia 76ers contra o Los Angeles Lakers em 2001. Pois bem, desta vez também tivemos um All-Star tendo uma atuação brilhante e o jogo indo para a prorrogação. Mas entre as coisas diferentes está o fato do Golden State Warriors, favorito, ter atropelado no tempo extra e vencido, por 124 a 114, o jogo inicial da série.

E isso se deve a uma gafe completa de J.R. Smith depois de um erro de George Hill. Com quatro segundos faltando e um ponto de vantagem para os mandantes, Hill sofreu falta de Klay Thompson e foi para a linha do lance livre. O armador, que acertou 80%, exatamente, de seus lances livres na carreira, errou o segundo.

Só que Smith pegou o rebote. E, em vez de tentar a cesta ou passar para LeBron James, completamente livre e em mais uma noite iluminada – 51 pontos, oito rebotes e oito assistências -, tentou matar relógio como se o placar fosse favorável. Não era. LeBron olhou incrédulo para ele. J.R. Smith, claramente, foi pego pelas câmeras dizendo “o quê?” e sendo repreendido pelo camisa 23.

O peso dessa gafe parece ter implodido os Cavs no tempo extra e os Warriors sentiram o cheiro de sangue, com Klay Thompson em uma bola de três matando o jogo, que terminou em discussão, ejeção de Tristan Thompson com Draymond Green envolvido, como sempre.

O jogo 2 será no domingo, na Oracle Arena, às 22h (de Brasília).

O Jogo

Durante toda a partida os dois times conseguiram abrir vantagens boas, mas longe de serem definitivas, até porque a equipe rival sempre conseguia as mesmas sequências para cortar qualquer empolgação. Nos Cavaliers, o esperado aconteceu: LeBron James assumiu de cara a pontuação, fazendo os primeiros pontos da partida e chegando a 20 antes mesmo do intervalo.

Stephen Curry do outro lado também veio para o jogo com a mão quente. Com a narrativa dele não ter sido MVP das finais ainda,  sendo posta em prática nos dias anteriores à decisão, ele quis mostrar que sua irregularidade nestes playoffs ficou para trás, com uma bola de três e uma bandeja com falta logo no começo da partida.

O que era esperado antes da partida então foi se confirmando pouco a pouco. Os Warriors, jogando de forma mais coletiva e cerebral, até comparado com o começo da série contra os Rockets, conseguia chegar a cestas fáceis, inclusive embaixo dela, com Kevon Looney.

Do outro lado, a força da natureza LeBron James tentou forçar trocas a todo momento, sendo marcado por desde Curry até por Looney, passando pelos mais esperados Kevin Durant e Draymond Green.

E isso continuou no segundo tempo, com o terceiro quarto sendo mais uma vez uma demonstração ofensiva dos Warriors, inclusive de JaVale McGee, mas os Cavaliers se segurando como podiam. Kevin Love, voltando após perder o jogo 7 das finais do Leste por uma concussão, teve 21 pontos e 13 rebotes, mesmo não arremessando bem de 3 (1 de 8).

O problema é que outros jogadores, como J.R. Smith e Kyle Korver não estavam bem. Korver tentou apenas três arremessos em 17 minutos e Smith acertou três de 10 da quadra, somando 10 pontos em 38 minutos.

Para sorte dos Cavs, os Warriors também não estavam 100%. Apesar dos 26 pontos, Kevin Durant acertou apenas 8 de 22 arremessos, errando muitos em momentos importantes, onde os Warriors podiam abrir vantagem ainda maior. Curry foi o principal jogador do time, com 29 pontos e nove assistências. Klay Thompson, com 24 pontos e cinco bolas de três também foi vital.

Mas LeBron não parava. Ele quase conseguiu forçar uma falta de ataque de Durant, mas a arbitragem reviu e deu falta dele em Kevin Durant. O lance gerou muita reclamação. No último minuto ele, LeBron, sofreu uma falta de Looney e mesmo assim empurrou a bola para a cesta, conseguindo mais dois pontos e a falta, virando o jogo. O camisa 23 se tornou o quinto jogador a ter 50 ou mais pontos em um jogo das finais. Com 51, ele foi brilhante. Mas mesmo assim não deu.

Curry com uma bandeja kamikaze e a falta de Kevin Love, virou a partida. O status de “jogão da por$#” estava garantido.

Para a jogada final, os Cavs ordenharam o relógio e LeBron viu George Hill infiltrando livre. Klay, de forma infantil, fez a falta ao perceber que falhou na marcação. Hill foi para a linha, acertou o primeiro e ficou curto no segundo, quase como se tivesse errado de propósito para o time tentar a vitória ainda no tempo regulamentar. O problema é que Smith, completamente avoado, errou quando não podia.

Agora, para o Jogo 2, os Cavaliers vão tentar não entrar no buraco de 2 a 0 contra. O primeiro a se fazer é recuperar do baque psicológico de ter perdido uma chance muito boa. O segundo é saber se Tristan Thompson receberá uma suspensão.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top