NBA

Cavaliers fazem história no jogo 7, batem Warriors e são campeões pela 1ª vez

Crédito: Instagram/reprodução

Crédito: Instagram/reprodução

Cinquenta e dois anos depois, Cleveland comemora novamente, com The Chosen One (O Escolhido) liderando. O Cleveland Cavaliers deixou uma história de mais de meio século de fracassos e venceu seu primeiro título na NBA com uma vitória no jogo 7, fora de casa, por 93 a 89 contra o atual campeão e melhor time da história da temporada regular, o Golden State Warriors.

O Cleveland Cavaliers foi o terceiro time a forçar um jogo 7 em final da NBA depois de estar perdendo por 3 a 1. E o único a conseguir o triunfo e o título depois disso.

E LeBron James é o principal responsável por isso. Natural de Akron, Ohio. Estrela do basquete desde o ensino médio. Draftado quase que milagrosamente pelos Cavaliers, 13 anos depois e uma saída que deixou muitas mágoas, ele conseguiu dar o título que prometeu para sua cidade e o estado. E o principal lance não foi uma cesta, por mais que não tenham faltado elas. Foi um toco, com o jogo empatado em 89, em uma bandeja que Andre Iguodala tentou e para sempre vai lembrar. A bola de 3 de Kyrie Irving, draftado pelos Cavaliers em primeiro, assim como LeBron, foi a mais importante da história da franquia.

O jogo

Depois de começar com duas cestas, os Warriors tiveram duas bolas de três: uma de Harrison Barnes, que tinha zerado no jogo 6, e outra de Draymond Green. Os Cavaliers começaram bem, mas não impediram as bolas de três, agora de Stephen Curry e Klay Thompson.

Mas os Cavs não ficaram só olhando. Se os arremessos longos não entravam, o garrafão continuava sendo dominado pelo time do Ohio, incluindo uma enterrada de LeBron James que fez a cesta temer pela vida. Depois da saída de Festus Ezeli o meio ficou desguarnecido e logo Anderson Varejão estava em quadra.  E na primeira bola ele deu uma assistência para mais uma de 3 de Curry.

Curiosamente, o rei dos rebotes ofensivos passou de Tristan Thompson para Kevin Love, pífio na série até o momento. Só no primeiro quarto foram 4 rebotes no ataque e mais 3 na defesa. E apesar das bolas de 3, os Cavs conseguiram vencer o período por um ponto, 23 a 22.

As trocas na liderança continuaram, com 10 mudanças só nos primeiros 18 minutos de partida. E a mais impressionante veio com Iman Shumpert acertando a primeira cesta de três da sua equipe e ainda sofrendo a falta. Mas Curry na jogada seguinte, uma bandeja com falta deu mais uma mudança para a conta.

E Green estava pegando fogo. Cinco arremessos de três tentados e cinco certos. O jogo era claro: domínio dos Warriors no perímetro. E domínio dos Cavaliers no garrafão. Mas o camisa 23 dos Warriors não queria saber dessa “regra” e marcado por J.R. Smith, isolado, fez o giro, sofreu a falta e mesmo assim fez os pontos, somando 22 ainda no primeiro tempo. E a bola de 3 de Leandrinho fez a diferença ir para sete pontos, maior vantagem no jogo até o momento e que terminou sendo a diferença no intervalo. 49 a 42 para os Warriors.

O grande problema dos Cavaliers era claro. Mesmo dominando a área pintada, o time acertou uma mísera bola de três em 14 tentadas, aproveitamento pífio de 7,1%, contra 47,6% dos californianos (10-21). Só ai a diferença é de 27 pontos.  LeBron James não estava no ritmo de 41 pontos de novo, mas com 12 pontos, 8 rebotes e 5 assistências, mais uma vez era o líder completo de seu time. Kyrie Irving com nove pontos não estava tão inspirado, mas Curry tinha o mesmo e Klay Thompson ainda menos, com cinco e apenas 2 arremessos certos em 9 tentados.

Na volta do intervalo, os visitantes fizeram  os 4 primeiros pontos e ainda contaram com duas bolas de 3 de J.R. Smith para tirar a poeira dos arremessos longos. Uma bandeja de Irving empatou o jogo três minutos depois da volta do intervalo. Uma bandeja e uma bola de três fez Curry chegar a 14 pontos e a tônica de mudanças no placar continuou.

 

Depois de uma falta de Varejão, mal na partida, Irving fez os dois lances livres e fez os Cavs ficarem 3 pontos à frente e um turnover do MVP e contra-ataque do camisa 2 dos Cavs forçou mais um dois pontos e a falta, completando 11 pontos seguidos dos visitantes.

A vantagem chegou a 7, mas os mandantes conseguiram se segurar no jogo. Draymond Green puxou uma falta em um arremesso de três, acertou todos os lances livres e ainda fez uma bola de 3 depois de linda assistência de Shaun Livingston. E este completou a reação com uma enterrada que forçou Tyronn Lue a pedir tempo. Depois de mais trocas na liderança, completando 16 na partida, os Warriors foram para o último quarto do jogo 7 das finais da NBA com um ponto na liderança.

Nada mudou no quarto quarto. Os dois times alternaram o comando do marcador. Só que duas bolas longas seguidas, uma de Curry, de três, e outra de Thompson, fez a Oracle Arena explodir, 85 a 83 para os mandantes. Só que ter LeBron é ter o mundo. Uma falta sofrida quando arremessava de três e uma bola de 3 depois fez os Cavs liderarem, 89 a 87.

Uma bandeja de Thompson empatou tudo faltando menos de 4 minutos e seguidos erros deixou o placar empatado em 89 até os dois minutos finais. Um toco de LeBron James, já com triplo-duplo (terminou com 27 pontos, 11 rebotes e 11 assistências), em um contra-ataque que seria fácil deixou todo mundo boquiaberto. Era a chance dos Warriors passarem a frente que foi embora.

E um air ball de Curry em bola de três deixou os torcedores preocupados. Tudo indicava algo muito ruim chegando para os californianos.

Sumido no último quarto, Kyrie Irving surgiu quando mais importava. Ele pegou a bola, driblou e acertou a bola de 3 mais importante de sua vida, deixando a diferença em três.

Na jogada seguinte, Curry teve a bola mas bem marcado por Kevin Love só conseguiu uma bola desequilibrado que não entrou. No ataque, Irving ordenhou o relógio e no fim, ao enterrar a bola, LeBron sofreu a falta.

Errou o primeiro. Mas acertou o segundo. Quatro pontos de diferença. Com 10 segundos faltando, a marcação dos Cavs foi perfeita e Thompson, mais Curry, dois dos melhores arremessadores da história da NBA, não conseguiram resolver. Cleveland, a cidade que colecionou fracassos por meia década, comemora novamente.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top