NBA

Carmelo Anthony “nos Bulls” é só mais uma etapa da estrela mais frustrante da NBA

Carmelo Anthony Knicks

Não é um 10 year challenge, só um 5 year challenge. Em 2014, quando Carmelo Anthony tornou-se um free agent e ainda era um jogador desejável, já que teve 27,4 pontos e 8,1 rebotes em mais uma temporada incrível dos Knicks. Foram 37 vitórias e 45 derrotas e um honroso nono lugar em uma conferência leste detestável. Os Knicks não tinham nenhum plano claro e em marcha para voltar a vencer e desde que Melo chegou em Nova York, o time passou da primeira fase dos playoffs só uma vez.

Já os Bulls tinham todos os planos do mundo: Carmelo Anthony seria a última peça para um time que ainda mantinha seu poderio defensivo, estava vendo a ascensão de Jimmy Butler e a queda por causa de lesões de Derrick Rose e precisava de um pontuador. Olha a média de pontos no parágrafo de cima e dá para entender o plano de Tom Thibodeau e a diretoria.

Os Bulls tiveram 48 vitórias em 2013/14, mas perderam feio para os Wizards na primeira rodada dos playoffs. O elenco ainda tinha Luol Deng com 19 pontos por jogo, Joakim Noah foi eleito defensor do ano e Carlos Boozer, Taj Gibson, Mike Dunleavy e D.J. Augustin tinham mais de 10 pontos por jogo de média. Ou seja, tinha o time pronto só para ele entrar, tirar arremessos de todos esses caras e quatro marcarem por ele.

Carmelo ficou balançado. Mas os Bulls só podiam oferecer quatro anos de contrato por pouco mais de US$ 80 milhões. Os Knicks podiam oferecer cinco anos e US$ 124 milhões e fizeram isso. O ala aceitou o contrato de seu time e fez a equipe e Phil Jackson se arrepender disso por amargos quatro anos, até que rolou uma troca para Oklahoma City Thunder.

Depois de um péssimo ano em OKC e ver a equipe melhorar com sua saída, ele foi para Houston e também viu a equipe melhorar depois de seu vergonhoso afastamento. Nesta segunda-feira, depois de meses sem jogar, o jornalista da ESPN americana, Adrian Wojnarowski, trouxe a informação que ele seria trocado para o Chicago Bulls.

E quando eu já estava no meio desse texto, veio outro tweet: os Bulls não vão usar Melo, liberando ele de seu contrato que pagava o mínimo para veteranos.

Olhe bem isso: cinco anos atrás, ele recusou um time que podia ser campeão com ele e aceitou US$ 124 milhões. Agora ele está sendo dispensado por um time que está cheio de lesões e que não o quis mesmo pagando a ele um trocado para os padrões da NBA. E o time que vai trocar por ele e pagar o fim desse trocado não quer usar ele também.

Carmelo Anthony é o cara que forçou o Denver Nuggets a trocá-lo, que não esperou seis meses para ir para Nova York como free agent e fez os Knicks ficarem capengas por abrir mão de Danilo Gallinari e Wilson Chandler, que sabotou Jeremy Lin, que demitiu Mike D’Antoni, que recusou a chance de vencer em Chicago, que fez o Thunder jogar de forma miserável e quase ser expulso como um saco de lixo tóxico em Houston.

Ou seja, ele é a estrela mais frustrante da história da NBA. E crio o desafio: cite alguém pior.

Comments
To Top