NBA

Kevin Durant e Stephen Curry comandam e Warriors abrem a final da NBA com vitória sobre os Cavs

(Crédito: Instagram/reprodução)

Golden State Warriors (67-15) 113 x 90 Cleveland Cavaliers (51-31) – 1 a 0 a favor dos Warriors

O cara do jogo: Seja bem vindo de volta às finais da NBA, Kevin Durant. A longa espera – desde 2012 -, deixou o cara faminto. Foram 38 pontos para Durant, que tentou 26 arremessos e acertou 14. O homem cansou de enterrar e deitou e rolou sobre uma defesa totalmente exposta e convidativa. Além dos pontos, o ala distribuiu 8 assistências e pegou oito rebotes.

 

A partida de Durant foi tão boa que ele quase ofuscou Stephen Curry. O armador dos Warriors marcou 28 pontos (6/11 nas bolas de três) e deu 10 assistências. Cerca de 87 pontos, entre assistências e cestas, passaram pelas mãos da dupla de Golden State.

Do outro lado, LeBron James flertou com um quádruplo-duplo; terminou com 28 pontos, 15 rebotes, oito assistências e oito turnovers. Oito turnovers. Brincadeiras à parte, James jogou muito, mas errou passes que não costuma errar. Mérito da defesa que o isolou e fechou bem os espaços. Kyrie Irving ajudou com 24 pontos e Kevin Love pegou impressionantes 21 rebotes e marcou 15 pontos.

 O jogo

Não há nenhuma possibilidade de se vencer os Warriors errando como os Cavs erraram. No total foram 20 turnovers. Os Warriors tiveram quatro.

Eu sei que LeBron James e Kyrie Irving são incríveis, mas o resto do time precisa aparecer. Kevin Love lutou bastante e matou suas bolinhas, mas o resto do time assistiu o jogo de dentro da quadra.

É sabido que James e Irving são excepcionais, mas ser excepcional em toda maldita jogada não dá. O ataque dos Cavs foi extremamente preguiçoso nos passes e extremamente previsível com James e Irving indo para o 1×1. Nessas jogadas, a dupla é quase imbatível. Até as finais, esse estilo foi suficiente. Mas a defesa dos Warriors rotaciona muito bem e dobra melhor ainda. A noção de espaço e de cobertura requer mais do ataque dos Cavs. E quando James tem que enfrentar Andre Iguodala, o resto do time precisa se mexer em dobro e buscar espaços para também  contribuir.

Mas como confiar em Kyle Korver, Iman Shumpert e Derrick Williams? O trio somou 5 pontos, sendo todos marcados por Shumpert. Só Richard Jefferson apareceu com seus nove pontos, mas ele tem 36 anos! O banco dos Cavaliers fez 21 pontos, a grande maioria quando o jogo já estava definido. O banco dos Warriors fez 24 pontos, a maioria quando o jogo ainda não estava resolvido.

E o desarranjo defensivo dos Cavs foi de chorar. Nem LeBron James marcou bem. O garrafão ficou totalmente exposto, não à toa Zaza Pachulia e McGee deitaram e rolaram. Foram várias as enterradas – só Durant enterrou seis vezes ainda no primeiro tempo-, tanto que os Warriors marcaram 56 pontos dentro do garrafão. Os Cavs marcaram 30 pontos, sendo a grande maioria vindo das infiltrações de James e de Irving.

No perímetro, a marcação dos Cavs começou boa, mas foi amolecendo conforme as bolas de três começaram a cair. Os Warriors giram muito bem a bola e sempre encontram uma boa opção para marcar. E olha que o aproveitamento de quadra nem foi essas coisas (42,5%), visto que a equipe arremessou muito: 106 arremessos contra apenas 86 dos Cavaliers. Caso fosse melhor, Golden State teria massacrado Cleveland. Para se ter uma ideia como a coisa poderia ter sido pior para Cleveland, Draymond Green e Klay Thompson somaram apenas 15 pontos. É fato que a dupla compensou as falhas ofensivas com muita marcação, mas o jogo poderia ter se definido antes.

Só para se ter uma ideia do quanto os Cavaliers foram moles na marcação, o time de Cleveland não roubou nenhuma bola durante todo o jogo. NENHUMA. Os Warriors roubaram 12 vezes. A dedicação defensiva é gritante. Até Kevin Durant, que na época de OKC era bem fraco na marcação, segurou bem LeBron.

A arbitragem é sempre um capítulo à parte. E no jogo 1 ela adotou uma postura que não irá sustentar ao longo da série. Muito contato; sério, sobrou braço para todo lado em diversos momentos, principalmente nos primeiros minutos e todos os jogadores estavam muitos nervosos. E a quantidade de andadas? Isso até que estamos acostumados. Fato é que o jogo foi muito lutado e as zebras permitiram tudo do começo ao fim.

Ah, Tristan Thompson jogou a partida. Não marcou ponto nenhum e pegou míseros quatro rebotes. J.R. Smith acertou uma única bola de três em 28 minutos. Assim não dá!

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top