MLB

San Diego Padres ousa e sai na frente após período de trocas da MLB

Se a temporada regular da MLB foi reduzida para menos da metade por causa da pandemia, o sempre agitado e aguardado período de trocas da liga também perdeu seu alcance. Diante desse cenário de pouquíssima empolgação, o San Diego Padres surge como o time mais ousado no meio de tanta calmaria.

Com cerca de 30 jogos em média para que a temporada regular da MLB termine, era esperado que as trocas não agitassem o mercado. As equipes não se mostraram confortáveis para arriscar com tão poucos jogos restando.

Sim, houve muitas trocas até o mercado fechar na segunda-feira (1). Contudo, muitas delas foram de jogadores menos conhecidos e nenhuma foi de tirar o fôlego. E dentre aos que dão indícios de brigarem pelo título, os Padres foram o destaque.

Amém

Os Padres querem ganhar já. Não à toa, investiram pesado em trocas que adicionam qualidades instantâneas ao elenco. Com destaque para Mike Clevinger, a equipe trocou por cinco arremessadores (Trevor Rosenthal, Austin Adams, Dan Altavilla, Taylor Williams).

Fora a chegada do primeira base Mitch Moreland, dos catchers Jason Castro e Austin Nola, e do campo externo Greg Allen. Clevinger chega para ser titular, Rosenthal para o bullpen, Moreland para o meio da ordem de rebatedores e Castro e Nola vão revesar atrás do home plate.

Reforços para quase todas as posições e sem perder nenhum prospecto nas trocas. E olha que os Padres estão quatro jogos atrás do Los Angeles Dodgers, líder da Divisão Oeste da Liga Nacional e que não se apresentou para este período de trocas.

Ausentes

E falando em Dodgers, um dos favoritos, outras equipes que são apontadas para brigarem pelo título também não se mexeram nesse período de trocas da MLB. Yankees, Cardinals, Astros e Twins vão com o que já possuem no elenco.

+ Siga o Quinto Quarto nas redes Twitter, Instagram e Facebook

Das duas uma. Ou essas equipes não tinham peças suficientes para serem trocadas ou realmente não acharam nada no mercado que valia o risco de perder um jogador de peso.

Cabe menção

Starling Marte certamente foi a melhor aquisição durante o período de trocas. Os Marlins apostam nele para darem o salto de qualidade e buscar os Braves na corrida pela Divisão Lesta da Liga Nacional. Ninguém da equipe de Miami chega mais em base e rebate do Marte. Uma tremenda contratação.

Os Reds também foram certeiros. Archie Bradley vai levar o bullpen a outro patamar, enquanto Brian Goodwin chega para movimentar a ordem de rebatedores, que vêm deixando a franquia de Cincinnati como uma das piores em da MLB em bases rebatidas.

Olho nesse Toronto Blue Jays. O time pegou Robbie Ray, Taijuan Walker e Ross Stripling vão melhorar e muito os números no montinho para a franquia canadense. Os Blue Jays ainda conseguiram os versáteis Daniel Vogelbach e Jonathan Villar, que já rodou em alguns times e ainda não se firmou.

Os Indians talvez sejam a franquia que mais trocou de forma balanceada nesse período de trocas da MLB. Pegou jogadores para fazerem a diferença agora e para os anos que virão. Gabriel Arias e Joey Cantillo são muito jovens, ambos com 20 anos, e devem ganhar uma chance no ano que vem, quem sabe. Josh Naylor é uma aposta para os Indians buscarem uma vaga nos playoffs deste ano.

Os Cubs não conseguiram um arremessador titular, mas pegaram dois canhotos para o bullpen Andrew Chafin e Josh Osich. Cameron Maybin é uma boa aquisição, assim como o DH José Martínez.

Comments
To Top