MLB

Royals rebaixam brasileiro Paulo Orlando para a Triple-A; veja as manchetes do sábado

Paulo Orlando, defensor externo do Kansas City Royals

(Crédito: Instagram/reprodução)

Triple Play – o boletim de notícias da MLB do Quinto Quarto

– Depois de uma excelente temporada de 2016, o brasileiro Paulo Orlando não vem jogando bem nesta temporada e, como consequência, o Kansas City Royals o rebaixou para a Triple-A. O defensor externo de 31 anos estava com aproveitamento no bastão de apenas 14,9%, com sete rebatidas, duas corridas impulsionadas e uma base roubada em 47 at bats.

Vale lembrar que Orlando havia ganhado a posição de titular no right field na abertura da temporada principalmente por causa da lesão de Jorge Soler.

“Em relação à mecânica, ele está um pouquinho atrasado e não está vendo a bola muito bem. Ele é uma grande parte do nosso ataque e precisamos que ele desça (para a Triple-A) para voltar aos trilhos e para que ele consiga contribuir aqui”, disse o manager Ned Yost.

– O Detroit Tigers colocou o primeira base Miguel Cabrera na lista de jogadores inativos de dias por causa de uma distensão na virilha direita. A franquia de Michigan anunciou movimentação neste sábado e promoveu o primeira base John Hicks da Triple-A como movimento correspondente.

– O Los Angeles Angels colocou o arremessador Garrett Richards na lista de jogadores inativos de 60 dias. O jogador havia sido diagnosticado com uma distensão no bíceps no começo do mês após sua primeira partida na temporada.

– Após Manny Machado, terceira base do Baltimore Orioles, dar um carrinho com pé alto em Dustin Pedroia, o segunda base do Boston Red Sox evitou comentar o slide. “Eu não sou a polícia do beisebol. Eu tenho três filhos, não tenho tempo para isso”.

– Francisco Cervelli, receptor do Pittsburgh Pirates, é um dos jogadores venezuelanos que está sofrendo com os problemas políticos de sua terra natal. “Todos os dias recebo mensagens de amigos e familiares de que não tem comida, que não tem remédios para seus filhos, que não tem fraldas”, revelou. “Eu não reconheço essa Venezuela. É muito difícil. A primeira coisa que faço todos os dias é olhar o meu telefone para ver o que aconteceu. É extremamente crítico o que está acontecendo lá”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top