MLB

Redução da temporada para 154 jogos “ganhou força”

(Crédito: Instagram/Reprodução)

(Crédito: Instagram/Reprodução)

Na última offseason, surgiu a notícia de que a Associação de Jogadores da MLB (MLBPA) estava tentando empurrar uma redução no número de jogos de 162 partidas para 154, o que daria oito dias a mais de folga. A grande preocupação é com a fadiga criada pelo calendário (jogo de noite em uma cidade e, no dia seguinte, jogo a tarde em outra cidade).

Segundo David Lennon, do ‘Newsday’, a ideia de reduzir a temporada para 154 jogos tem “ganhando força” com a liga e a MLBPA negociando o novo acordo coletivo de trabalho. O acordo atual expira no primeiro dia de dezembro e não há indicações que as negociações possam parar, o que é uma grande notícia.

O maior problema com a alteração no calendário é o impacto financeiro. Oito partidas a menos significariam quatro jogos em casa a menos. Além disso, o contrato com a televisão tem cláusulas de número mínimo de partidas transmitidas e coisas do tipo.

No último All-Star Game, o comissário Rob Manfred disse para os repórteres que, se os jogadores querem jogar menos, eles deverão estar dispostos a aceitar um corte salarial. É importante observar que Manfred trabalha para os proprietários.

“Pode ser feito algo? Sim, as coisas podem ser feitas”, disse o comissário em entrevista para a BBWAA durante o All-Star Break. “Há maneiras de se ter mais dias de folga no calendário. Algumas dessas tem ramificações econômicas muito significativas que, se nós estamos indo reduzir as viagens, as ramificações econômicas têm que ser compartilhadas por todas as partes relevantes. Geralmente, você trabalha menos e você recebe menos. Mas estamos preparados para discutir questões de calendário e fazer propostas que respondam ao que temos recebido da MLBPA”.

Tony Clark, importante executivo do sindicato, não concordou com Rob Manfred em relação ao corte salarial.

“Eu não concordo que seria necessário discutir uma perda de salário ou uma reversão de salários”, disse Clark. “Porque, se há uma diminuição de jogos, o valor de cada jogo sobre também. Eu não estou falando eu subir o preço dos ingressos. O que estou falando é a ideia de que seu eu sou um fã que vai ao estádio ou eu vou comprar o tíquete de temporada, eu sei que vou ver meus rapazes, como resultado de x, y, z sendo feito para fazer melhorias para a saúde geral”.

Resumindo, o argumento da união é de que o produto em campo será melhor porque os jogadores estarão mais descansados.

Mantendo as 30 equipes e cinco equipes em cada divisão, uma temporada de 154 partidas pode significar 18 jogos contra as outras quatro equipes da divisão, seis jogos com os outros 10 times da liga e 32 partidas interligas.

Resolver os problemas financeiros até o final do ano pode ser difícil, contudo a ideia já foi plantada e, se esse realmente for o objetivo principal dos jogadores, isso será trabalhado no futuro.

Comments
To Top