MLB

Rebatidas no Japão não contam, diz Pete Rose sobre possibilidade de Ichiro o ultrapassar em número de rebatidas

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Ichiro Suzuki, defensor externo do Miami Marlins, pode se tornar o jogador com mais rebatidas de todos os tempos. O japonês tem 4.256 rebatidas na carreira, sendo 2,977 na Major League e 1.278 na Nippon Professional Baseball. Apesar disso, Pete Rose, que é o líder do ranking com 4.256, não concorda muito com isso.

“Parece que, no Japão, eles estão tentando me fazer a rainha das rebatidas”, disse Rose em entrevista para o ‘USA Today Sports’. “Eu não estou tentando tirar nada do Ichiro, ele teve uma carreira de Hall da Fama, mas a próxima coisa você sabe, eles estão contando suas rebatidas do ensino médio”.

“Eu não acho que você vai encontrar alguém com credibilidade que irá dizer que o beisebol japonês é equivalente a Major League Baseball. Há muitos caras que fracassam aqui e, em seguida, se tornam nomes conhecidos lá, como Tuffy Rhodes. Como ele pode não fazer nada aqui e rebater 55 home run (em 2001, empatando o recorde da NBP) lá? Tem algo a ver com o nível dos jogadores”.

Apesar de se ter falado muito da busca pelas três mil rebatidas na MLB (faltam 23), não há muitas pessoas falando da quebra do recorde de Rose, que atualmente está banido vitaliciamente do beisebol por ter apostado no jogo enquanto jogava e era manager.

“Eu não posso acreditar que não é uma coisa para a Major League. Que vergonha de nós por não fazer disso algo grande”, disse Mark Grace, treinador assistente de rebatidas do Arizona Diamondbacks, para o jornal. “Você está falando em quebrar o recorde do Pete Rose. Eu não poderia me importar menos se ele conseguisse essas rebatidas no Japão ou na Antártica. Você está conseguindo rebatidas em alto nível profissional. Isso é grande”.

Ichiro, 42 anos, entrou na MLB em 2001, com 27 anos. Ele venceu o prêmio de calouro do ano e MVP da Liga Americana após conseguir 242 rebatidas em uma temporada, o recorde da liga. Em suas 10 primeiras temporadas, ele conseguiu, pelo menos, 200 rebatidas por ano e foi 10 vezes All-Star, ganhou 10 luvas de ouro e liderou a liga em aproveitamento no bastão duas vezes. Talvez ele conseguisse quebrar o recorde de Rose jogando na MLB se tivesse ido antes para os Estados Unidos, contudo não podemos voltar no tempo.

“É difícil comparar, mas é um monte de rebatidas independentemente de como você divide (entre as ligas) ”, comentou Don Mattingly, manager dos Marlins, ao ‘USA Today’. “Tivemos vários jogadores japoneses que vieram e foram bem-sucedidos. Dizer que são números em uma liga menor e em outra maior não é muito justo. O fato é que ele vai ter três mil aqui e todas aquelas rebatidas no Japão também, isso diz como você é especial. As rebatidas lá são contra arremessadores de boa qualidade, basicamente do calibre de jogadores da Major League, então, elas são legítimas, com certeza”.

Comments
To Top